Home Portal Notícias Artigos O DEM e os sócios de Temer desmontam o Estado brasileiro

O DEM e os sócios de Temer desmontam o Estado brasileiro

7 min read
0

Em artigo, o deputado Luiz Caetano (PT-BA) ironiza a reunião do DEM, que escolheu nesta semana Rodrigo Maia para concorrer à Presidência da República e ACM Neto para presidir a sigla. O deputado baiano lembra que o DEM nasceu da ARENA, o principal partido que sustentou a ditadura militar a partir de 1964. O parlamentar escreve ainda que no encontro dos Democratas estavam sentados lado a lado os “sócios de Michel Temer” no golpe de 2016. Caetano comenta que os golpistas desmontam o Estado brasileiro e a destruição das políticas públicas criadas nos governos de Lula e de Dilma.

Veja o artigo na íntegra:

 Piada pronta nacional

  • Luiz Caetano

O DEM, de ACM Neto em Salvador, fez, no dia 8 de março, um encontro em Brasília. Escolhe ACM Neto para presidir o partido e lança Rodrigo Maia para presidente do Brasil em 2018. Parece piada pronta e de mau gosto. Ao redor da mesa solene, estavam os sócios de Michel Temer no golpe de 2016.

O DEM, é bom lembrar, nasceu na ditadura com o nome de ARENA. Sustentava o regime militar e sua política de mordaça nas liberdades democráticas e seus escândalos econômicos escondidos nos empastelamentos dos jornais. Sem votos, virou PDS, para uma jornada de definhamento, diante da união do povo pelo fim do regime de exceção. O DNA do mascaramento da origem, numa farsa sem fim, manteve-se incólume. Transforma-se em PFL para tentar se livrar do fardo e da farda pesada da ditadura, sempre enganando o distinto público.

De filhos da exceção anunciam-se liberais e embarcam nos ventos democráticos que elegeram Tancredo Neves, com o repúdio da caserna. O Brigadeiro Délio Jardim de Matos bradou forte: traidores! A Constituinte de 1988 encontra esses senhores do atraso na contramão da história. Tentaram, tentaram, tentaram… Mas, perderam muitos privilégios, apesar do encastelamento visceral no Estado brasileiro. As grandes lutas operárias, e a emergente liderança popular de Lula, obrigaram esse escrete da política das trevas a mudar novamente de nome: surge o DEM com o mesmo objetivo estratégico: sobrevivência na adversidade e enganar o povo brasileiro.

Chegamos a 2016, após o sucesso das políticas públicas de Lula/Dilma, com o consórcio unido do Golpe Parlamentar-midiático-judicial do DEM /PSDB/PMDB. Foi a única maneira que encontraram para voltar ao poder, uma vez que no voto não conseguiam. Aprovaram o fim das políticas públicas, rasgaram as conquistas trabalhistas, retiraram recursos da Educação, Saúde, Segurança Pública, Agricultura Familiar, Ciência e Tecnologia… Impuseram o desemprego e a recessão; e entregaram o Estado brasileiro, de volta, para as mãos do capital financeiro, dos rentistas, das multinacionais. Trouxeram de volta a fome; e entregaram as riquezas do pré-sal às petroleiras estrangeiras.

Agora, depois do protagonismo com Temer, tentam esconder Temer. Recorrem à velha e surrada fórmula do seu iter criminis. A ideia é a mesma: enganar novamente o nosso povo. E ainda expõem a mesma cara de pau ao anunciar que agora precisam apresentar propostas populares! Mas, como? Se acabaram de massacrar o Brasil com as pautas bombas e a retirada de direitos duramente construídos por Lula!? Esse é o DEM, que retorna de Brasília neste dia internacional da mulher com o seu velho manequim farsante, pronto para ser derrotado no primeiro turno das eleições de 2018. Velhos políticos, travestidos de jovens, a fim de perpetuar um não projeto de Nação, excludentes que são desde a origem!

A Bahia não pode deixar de contribuir com o Brasil. Está chamada, mais uma vez, a expor a nova cara da farsa, do engodo, do que há de pior em nosso Estado. Projeto Nacional não é assunto para golpistas saudosistas do século XIX, que agora tentam se livrar do seu espantalho chamado Michel Temer. Felizmente, a piada pronta da Convenção pequena do DEM ficará apenas no Auditório Nereu Ramos em Brasília.

E vamos à vitória na Bahia e no Brasil. Somos chamados a resgatar o nosso querido País, triste e sofrido após o golpe de 2016!

  • Deputado Federal – PT-BA
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Atentado contra caravana é reação da elite que vê aproximar-se a vitória de Lula

“O que aconteceu ontem (27) é reflexo do que estamos sentindo em toda a caravana. O fascis…