Home Portal Notícias Manchetes Bancada do PT critica restrição de acesso das mulheres à Câmara no dia 8 de Março

Bancada do PT critica restrição de acesso das mulheres à Câmara no dia 8 de Março

4 min read
0

Em nota divulgada nesta quinta-feira (8) a Bancada do PT na Câmara critica as medidas repressivas e restritivas adotadas pela Câmara do Deputados no Dia Internacional da Mulher. “São descabidas e incompatíveis com a democracia as medidas que impediram o acesso das mulheres às dependências da Casa”, afirma a nota assinada pelo líder da Bancada, Paulo Pimenta (RS), e pela coordenadora do Núcleo de Deputadas do PT na Câmara, Erika Kokay (DF).

No texto, a bancada também expressa preocupação e solicita esclarecimentos sobre o anúncio feito na última terça-feira (6), pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que destinará os R$ 230 milhões economizados pela Casa para o combate às drogas e à violência contra a mulher, por meio de repasse ao Ministério Extraordinário da Segurança Pública. “Exigimos que a repartição desses recursos seja publicizada e sua aplicação, fiscalizada”.

Foto: Lula Marques 

Leia abaixo a íntegra da nota:

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

 

Em nome da Bancada do Partido dos Trabalhadores, deploramos o posicionamento institucional da Câmara dos Deputados no Dia Internacional da Mulher. As medidas repressivas e restritivas adotadas para impedir o acesso das mulheres às dependências da Casa bem como à área do entorno da Câmara são descabidas e incompatíveis com a democracia.

Lamentamos igualmente a pressão para encerrar a Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, durante a qual foi entregue o Prêmio Mietta Santiago. Utilizou-se o argumento de que haveria uma  Sessão Extraordinária para encurtar a Sessão Solene, configurando assim um desrespeito às mulheres. O Dia 8 de Março foi secundarizado, as vozes das mulheres parlamentares foram caladas, num total desrespeito ao significado histórico da data.

Por fim, expressamos nossa preocupação e solicitamos esclarecimentos sobre o anúncio feito na tarde da última terça-feira (6) pelo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) de que destinará os R$ 230 milhões economizados pela Câmara dos Deputados para o combate às drogas e à violência contra a mulher, por meio de repasse ao Ministério Extraordinário da Segurança Pública. Exigimos que a repartição desses recursos seja publicizada e sua aplicação, fiscalizada.

 

Brasília, 8 de março de 2018

 

Éika Kokay (PT-DF)   – Coordenadora do Núcleo de Deputadas do PT na Câmara

Paulo Pimenta (PT-RS) –  Líder do Partido na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Oposição faz obstrução para marcar o luto pelas mais de 100 mil vidas perdidas na pandemia

Os partidos da Oposição fizeram uma forte obstrução política na Câmara, nesta quinta-feira…