Home Portal Notícias Henrique Fontana denuncia a tentativa de mais um golpe: o parlamentarismo

Henrique Fontana denuncia a tentativa de mais um golpe: o parlamentarismo

4 min read
0

Na terça-feira (19), o deputado Henrique Fontana (PT-RS) subiu à tribuna da Câmara dos Deputados para denunciar mais uma das manobras parlamentares para retirar do povo brasileiro o direito de escolher o Presidente da República do País. Segundo ele, um dos novos desdobramentos do golpe parlamentar que vive o País, e que quebrou a democracia, é a tentativa de fazer do Brasil uma república parlamentarista, o que o povo brasileiro já rejeitou em duas oportunidades através de plebiscito e consulta direta.

Em seu discurso, o deputado gaúcho afirmou que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes; o Presidente em exercício ilegítimo da Presidência, Michel Temer, e seus líderes manobram para tentar aprovar uma emenda constitucional para cassar o direito de voto direto do povo brasileiro.

“A ideia desta emenda constitucional, que quer fazer do Brasil uma república parlamentarista, fará com que, em vez de milhões de brasileiros votarem de forma direta para escolher o Presidente da República, um grande acordo feito entre os 513 deputados escolheria aquele que, de fato, teria o poder para presidir o País”, argumentou o deputado.

Neste modelo sugerido por Gilmar Mendes, disse Fontana, o Presidente eleito pelo povo seria uma espécie de cargo honorífico, e o mando efetivo seria de um Primeiro-Ministro escolhido pelos deputados. “Isso é um escândalo! Parece que não há limite para o golpe !”, salienta. O parlamentar acrescenta: “nesta lógica, por exemplo, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) teria sido, de fato, o Presidente do Brasil”.

No Plenário, Fontana disse ainda que o desrespeito e o deboche com o povo brasileiro parece que não tem limite! “As pessoas estão brincando com fogo, parece que querem aprofundar a crise institucional no País, porque a única maneira de retirar o Brasil desta profunda crise institucional – em que ele foi colocado por esta irresponsabilidade que foi o golpe parlamentar que retirou da Presidência da República quem havia sido eleito pelo voto direto – é exatamente uma nova eleição legítima e às claras”, enfatiza.

O deputado salienta que nessa eleição é preciso ter Lula como candidato a Presidente. Fontana conclama todos aqueles que defendem a democracia, que querem repactuar o País, que querem recuperar a institucionalidade do Brasil, que não querem aprofundar a crise institucional em que o Brasil vive hoje, para que não façam da próxima eleição uma fraude, que seria uma eleição sem Lula como candidato a Presidente.

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

CDHM faz diligência em acampamentos ameaçados de despejo no Triângulo Mineiro

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) esteve no acampam…