Home Portal Notícias Petistas comemoram adiamento da reforma da Previdência mas defendem estado de alerta

Petistas comemoram adiamento da reforma da Previdência mas defendem estado de alerta

3 min read
0

Comemoração foi a tônica das redes sociais dos parlamentares da Bancada do PT na Câmara, após o anúncio feito pelo presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), do adiamento da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência do governo ilegítimo de Michel Temer. O anúncio foi feito na quinta-feira (14).

“Vitória do PT, vitória do povo o adiamento da votação da reforma da Previdência. Vitória dos partidos de oposição e dos movimentos sociais que lutaram e barraram essa retirada de direitos. Seguiremos na resistência contra os retrocessos desse governo golpista”, comemorou o líder da Bancada do PT, deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

“O adiamento da votação da Reforma da Previdência para 2018 representa a força da classe trabalhadora por ter lutado contra essa covardia contra o povo brasileiro. A luta continua no ano que vem”, afirmou Benedita da Silva (PT-RJ) na sua conta no Twitter.

Já o deputado Marco Maia (PT-RS) chamou a atenção para a necessidade de a população se manter atenta aos próximos passos do governo golpista de Temer. “Vamos manter nossa pressão. Vamos derrotar o fim da aposentadoria. Não podemos confiar neste governo, temos que manter as mobilizações”, observou.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) recomendou: “Preparem as marchinhas para colocar o bloco na rua em fevereiro e derrubar de vez essa perversidade com o povo brasileiro”.

Avaliou o deputado Henrique Fontana (PT-RS) que o adiamento foi uma grande vitória dos trabalhadores brasileiros. “Vencemos uma batalha da antirreforma da Previdência, mas 2018 está logo ali e vamos nos manter atentos e mobilizados”, considerou.

Na mesma linha, o deputado Pedro Uczai (PT-SC) conclamou a população a se manter em alerta e mobilizada. “Precisamos continuar a mobilização para sepultar de uma vez por todas essa desreforma da Previdência”, disse.

Benildes Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Presidente da CDHM solicita ao ministro da Saúde que garanta tratamento para crianças com doenças degenerativas graves

A Atrofia Muscular Espinhal atinge 8 mil pacientes no Brasil e presidente CDHM recebe denú…