Home Portal Notícias Bancada do PT manifesta preocupação com ameaças ao Estado de Direito na Argentina

Bancada do PT manifesta preocupação com ameaças ao Estado de Direito na Argentina

4 min read
1

Em nota, a bancada do PT na Câmara manifesta preocupação com as graves ameaças ao Estado de Direito na Argentina. Os deputados e deputadas do PT solidarizam-se com a ex-presidente e agora senadora Cristina Kirchner, claramente perseguida pelo juiz Claudio Bonadio, que nesta quinta-feira solicitou o impedimento de suas funções legislativas e a sua prisão preventiva. “O que se vê em curso na Argentina é a mesma estratégia usada pela direita em outros países da América Latina: se valem do lawfare e dos canhões midiáticos para assassinar reputações e alijar da disputa presidencial de 2019 os principais nomes da oposição e das forças de esquerda e progressistas em geral”, diz o texto. Assina o texto o líder da bancada, deputado Carlos Zarattini (PT-SP). Leia a íntegra:

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA

A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados manifesta preocupação com as graves ameaças ao Estado de Direito na Argentina. Causa-nos espanto o modo autoritário com que o presidente Maurício Macri e o seu grupo político lidam com a oposição política, o Ministério Público, a imprensa e os movimentos sociais e sindicais.

Faz parte desse contexto autoritário o ativismo judicial de alguns magistrados que, a exemplo do que ocorre no Brasil, utilizam sem justificativa consistente o recurso das prisões preventivas e promovem espetáculos midiáticos para interditar a ação política da oposição.

Por conta disso, os deputados e deputadas do PT solidarizam-se com a ex-presidente e agora senadora Cristina Fernández de Kirchner, claramente perseguida pelo juiz Claudio Bonadio, que nesta quinta-feira solicitou o impedimento de suas funções legislativas e a sua prisão preventiva.

O que se vê em curso na Argentina é a mesma estratégia usada pela direita em outros países da América Latina: se valem do lawfare e dos canhões midiáticos para assassinar reputações e alijar da disputa presidencial de 2019 os principais nomes da oposição e das forças de esquerda e progressistas em geral.

Essa estratégia provoca a corrosão do Estado de Direito e a violação dos princípios fundamentais da democracia e da soberania nacional, uma vez que é notória a submissão da direita neoliberal no continente aos interesses externos das grandes potências.

Brasília, 7 de dezembro de 2017

Carlos Zarattini (PT-SP), líder do partido na Câmara  dos Deputados

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Sociedade espera acertar nas urnas as contas do golpe, diz Décio Lima

Em artigo publicado no site 247 desta sexta-feira (23), o deputado Décio Lima (PT-SC) anal…