Home Portal Notícias Manchetes Encontro de prefeitos reforça unidade na luta do PT pelo Brasil

Encontro de prefeitos reforça unidade na luta do PT pelo Brasil

6 min read
0

“Não tem saída para a crise econômica e para o desmonte do País que não seja a disputa política e a nossa união para voltarmos a governar o Brasil em 2019”. A afirmação é do deputado José Guimarães (PT-CE), secretário da SNAI (Secretaria Nacional de Assuntos Institucionais do partido), no encerramento do Encontro de Prefeitos e Prefeitas do PT, nesta terça-feira (3), em Brasília. “Não há saída individual, o melhor é preparamos e reconstruirmos o modo petista de governar. O momento é de união. Estou otimista, a crise nos atingiu, mas também nos unificou”, reforçou.

Guimarães avaliou que o encontro foi positivo para a direção nacional do PT sentir a dimensão do que significa rearticular os prefeitos. “Esses gestores cumprem um papel central e têm, como desafio neste momento de crise, que agir com criatividade e inovação. Essa é a única maneira para sobreviver a esse período de esvaziamento dos municípios brasileiros, esvaziamento de políticas públicas, de desestruturação de políticas sociais”, disse.

Guimarães também defendeu o diálogo permanente com a população e afirmou: “Não tem jeito, tem que ir para as ruas, criar mecanismos de participação”. Ele destacou ainda os desafios que os prefeitos lançaram para as bancadas do PT na Câmara e no Senado. “Para recuperar as finanças municipais é preciso pensar na reforma tributária, na reformulação da Lei de Responsabilidade Fiscal e até na tributação dos lucros e dividendos, além de mudanças na lei de licitações”, afirmou.

O líder do PT, deputado Carlos Zarattini (SP), lembrou que os prefeitos e prefeitas do PT são vitoriosos porque foram eleitos em um momento político muito difícil. “A nossa bancada está à disposição para apoia-los quando for necessário”, afirmou. Zarattini disse que o desafio deste novo tempo, em que o governo Temer tem o objetivo claro de retirar direitos e conquistas e de entregar o País para o capital internacional, é o de fazer administrações populares, ao lado do povo.

“Nesse cenário o diálogo tem que ser permanente. Sabemos o quanto será difícil atender às necessidades na saúde, na educação, na assistência social, desenvolvimento e infraestrutura. Mas não podemos nos render às soluções burocráticas, temos que dialogar e fazemos uma administração politizada, com clareza política, para virar o jogo”, afirmou.

A vice-prefeita de Aracajú, Eliane Aquino, em sua avaliação resumiu bem o espírito do encontro. “Foi uma reunião positiva para vermos que não estamos sozinhos nos nossos municípios. Estamos passando por uma crise forte, de desmonte grande do cenário político, financeiro e de desenvolvimento. O que a gente vê é que está todo mundo passando por dificuldade, mas, ao mesmo tempo, a gente vê todo mundo com garra, com luta, querendo voltar a fazer o Brasil crescer”.

Eliane disse ainda que o encontro serviu para mostrar que os municípios brasileiros estão pedindo socorro. “Nós municípios estamos prontos para lutar, porque acreditamos no nosso povo. Estamos prontos para reagir e não desistiremos. O PT não está fraco de forma alguma porque a nossa concepção continua a de luta pelo nosso social, pelo bem da população. Foi assim que nós aprendemos, foi assim que construímos a nossa história lá atrás, e é assim que continuaremos. Então, Brasil vamos acordar, vamos lutar junto, força PT.

Vânia Rodrigues

Foto: Lula Marques

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Coronavírus: PT denuncia Bolsonaro à Comissão Interamericana de Direitos Humanos

O líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), e o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) encaminharam …