Home Portal Notícias Bohn Gass condena política privatista de Temer

Bohn Gass condena política privatista de Temer

4 min read
0

O deputado Bohn Gass (PT-RS) afirmou, durante pronunciamento no plenário da Câmara, que o pacote de privatizações do governo Temer vai trazer prejuízo aos brasileiros e afetar a soberania do País. Ele lembrou que, a exemplo do que ocorreu no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), quando foi privatizado o setor de energia, o Brasil não terá benefício algum com a proposta de Temer de entregar 57 setores estratégicos à iniciativa privada.

O petista lembrou que, assim como Temer promete hoje, naquela época o então presidente também dizia que a privatização iria destinar recursos para abater a dívida do setor, melhorar a eficiência do serviço e reduzir os custos das tarifas.

“As três coisas que ele falou estavam erradas, nenhuma se confirmou. Primeiro, a dívida aumentou e vendeu-se patrimônio. Segundo, a ‘eficiência’ no setor energético foi tão grande que houve racionamento de energia, inclusive apagão. Em terceiro, as tarifas só aumentaram”, relembrou Bohn Gass.

Segundo o parlamentar, até mesmo setores onde houve alguma melhoria o benefício não ocorreu para todos. Como exemplo, Bohn Gass citou o setor das telecomunicações. Ele explicou que o uso do telefone celular se popularizou nas grandes cidades, onde dá lucro para as operadoras, mas em contrapartida, em pequenos municípios do interior, o sinal não chega por falta de investimento das operadoras, “porque não dá rentabilidade às empresas”.

Também no caso da proposta de privatização de aeroportos, como no Caso de Congonhas (SP), o petista destaca os prejuízos. Ele explicou que ao privatizar os terminais com maior tráfego, e também de maior lucro, a Infraero (que administra os aeroportos) não terá condições de investir em navegação aérea no interior do País.

Soberania– O parlamentar petista disse ainda que, ao propor a privatização do patrimônio público, Temer está destruindo a soberania do País.  “O governo (Temer) busca estatais chinesas para atuar no Brasil e destrói as nossas estatais. A privatização abre para mercados externos, para estatais de outros países, virem aqui operar. Isso é um desastre”, observou.

O deputado Bohn Gass ainda acusou o governo de empurrar as empresas brasileiras a tomarem empréstimos no exterior. De acordo com o petista, ao tentar acabar com a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) – praticada pelo BNDES para financiar empresas brasileiras com juros mais baixos- o governo estimula a tomada de empréstimos internacionais e a consequente transferência do lucro obtido com o pagamento dos juros para outros países.

Héber Carvalho

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

“Bolsonaro tem a política de envenenar o povo”, diz Valmir Assunção, sobre isenção de impostos para agrotóxicos

A isenção de impostos para a compra de agrotóxicos no Brasil foi duramente criticada pelo …