Zarattini: Condenação de Lula é política, para tirá-lo da disputa de 2018

1

O líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP), classificou como “uma evidente manifestação política” a decisão do juiz federal Sérgio Moro de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão. “O objetivo é excluir Lula da disputa nas próximas eleições presidenciais. É uma decisão política que tem que ter o repúdio da população, porque atropela o devido processo legal”, declarou Zarattini.

Na opinião de Zarattini, está claro que Moro age em sintonia com setores conservadores da sociedade para tentar afastar Lula da disputa para a Presidência da República, já que não encontraram nenhum candidato em condições de concorrer à altura com o ex-presidente. Em todas as pesquisas e em todos os cenários, Lula lidera. “Querer tirar Lula da disputa é uma interferência no processo democrático”, denunciou o líder do PT.

Ele estranhou o fato de a sentença de Moro ter sido divulgada no dia em que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) começou a discutir a denúncia contra o presidente ilegítimo  Michel Temer, por corrupção passiva. “O juiz Moro age de maneira estranha em momentos políticos importantes. Foi assim que fez ao divulgar gravação ilegal entre a presidenta Dilma Rousseff e Lula, no ano passado, ajudando a acelerar o processo de impeachment”, comentou o líder do PT.

Para Zarattini, é também questionável o fato de Moro ter tomado a decisão sem nenhuma prova de que Lula seja dono de um tríplex no Guarujá (SP),  levando em conta apenas o depoimento do empresário Léo Pinheiro, da construtora OAS. Na qualidade de delator, tentando reduzir sua pena, Pinheiro afirmou em depoimento que o apartamento era de Lula, mas não apresentou nenhuma prova. Moro excluiu as outras testemunhas.

Zarattini contestou a legitimidade de Moro para tomar qualquer decisão em relação a Lula, já que, contrariando todo o processo legal, foi  ao mesmo tempo investigador, acusador e, agora, julgador. “Era evidente que o juiz ia agir assim, contra Lula”.

Para Zarattini, o povo brasileiro deve reagir nas ruas contra as arbitrariedades de Moro contra Lula. “Agora é a hora de ir às ruas contra este atropelamento do processo legal”. A partir de hoje, haverá vigília em todo o País. Diretórios do PT em todos os municípios brasileiros estão sendo mobilizados pela direção nacional do partido para protestar contra Moro e manifestar solidariedade a Lula, disse Zarattini.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou que a condenação de Lula por Moro é “eminentemente política”. Segundo ela, o partido voltará a procurar órgãos internacionais para denunciar a “imparcialidade” do magistrado responsável pelos casos da Operação Lava Jato.

“Foi uma decisão eminentemente política, baseada exclusivamente na necessidade de o juiz Sérgio Moro prestar contas à opinião pública”, afirmou Gleisi.

 

PT na Câmara

Leia mais artigos relacionados
Load More By Assessoria
Load More In Manchetes
Comentários estão fechados

Leia Também

Diretório Nacional do PT divulga nova Resolução Política

O PT divulgou na noite desta sexta-feira (21) resolução política aprovada durante reunião …