Home Portal Multimídia “Diretas Já” colocará o povo novamente no centro da disputa

“Diretas Já” colocará o povo novamente no centro da disputa

6 min read
0

Face to Face com Gleisi, Lindbergh e Zarattini

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, e os líderes do PT no Senado, Lindbergh Farias, e do PT na Câmara, Carlos Zarattini, respondem agora às suas dúvidas e observações. Envie suas perguntas nos comentários!

Posted by Partido dos Trabalhadores on Monday, June 12, 2017

Em conversa com internautas na noite de segunda-feira (12), a presidenta Nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (RS); o líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (PT); e o líder do PT no Senado, senador Lindbergh Farias (RS), dimensionaram o enfrentamento que terão nos próximos dias dentro e fora do Parlamento para derrotar o golpe, promover eleições diretas e fazer o Brasil vencer a crise.

Zarattini lembrou que o golpe em curso mudou a vida dos brasileiros, ao promover uma ostensiva retirada de direitos que não era vista desde a ditadura militar.  “Então, é necessário que as ‘Diretas Já” se transformem em uma bandeira de mobilização do povo, para que a gente possa colocar o povo novamente no centro da disputa política”, defendeu.

Ao tratar da conjuntura política, o senador Lindbergh lembrou que se avizinha um agravamento da crise contra o governo ilegítimo de Michel Temer, já que há previsão de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar na próxima semana sua denúncia contra o presidente usurpador por crime de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

“Se Temer achava que uma vitória no TSE iria melhorar sua situação, estava muito enganado. A crise continua a todo vapor. Esse é um governo que acabou, não tenho dúvida para afirmar isso”, afirmou o líder petista no Senado. Explicou ainda que, havendo a denúncia por parte do procurador-geral, a Câmara terá que autorizar a instauração do processo contra o Temer.

Zarattini explicou aos internautas que, para que isso ocorra, dois terços dos deputados terão que dizer “sim” à denúncia. “Se a gente avaliar rapidamente, pode dar a impressão de que não vamos atingir esse número para autorizar a ação. Mas não é bem assim. O PSB já saiu da base; o PHS, que é um partido pequeno, já saiu também; o PPS está mais pra cá do que pra lá; e o PSDB está completamente rachado”, enumerou.

O líder petista na Câmara disse ainda acreditar que o tensionamento será grande acerca desse tema, já que a votação sobre a aceitação da denúncia será aberta. Ou seja, o deputado deixará a sua digital, e o seu nome ficará registrado no painel eletrônico de votação. “Quem votar a favor do Temer, ficará marcado. Será conhecido em todo o Brasil pelo seu eleitorado”.

Diante de todo esse cenário, a senadora Gleisi Hoffmann avaliou que o Partido dos Trabalhadores tem uma enorme responsabilidade com o Brasil e com os brasileiros. “Isso fica evidenciado em qualquer pesquisa. O PT sempre aparece como partido que tem a preferência dos brasileiros. O ex-presidente Lula também sempre aparece à frente nas pesquisas espontâneas. O partido em seu recente congresso tirou uma linha muito clara de enfrentamento dessa crise. Uma posição radical na defesa do trabalhador, contra as reformas e a favor das eleições diretas, não permitindo que a escolha do próximo presidente se faça pelo colégio eleitoral”.

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Temer sofre derrota e não consegue votar MP de concessão de rodovias

Após ter sido obrigado a desistir da Reforma da Previdência, Michel Temer sofreu mais uma …