Home Portal Notícias Bancada divulga nota de solidariedade e apoio à apuração do caso Pau D’Arco

Bancada divulga nota de solidariedade e apoio à apuração do caso Pau D’Arco

5 min read
0

A bancada do PT na Câmara divulgou nota em solidariedade ao deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará, Carlos Bordalo (PT), que teve seu trabalho cerceado pelo deputado federal Delegado Eder Mauro (PSD-PA) na última segunda-feira (5). Bordalo prestava informações sobre as apurações a respeito dos 10 trabalhadores rurais assassinados no município de Pau D’Arco, quando foi interrompido aos gritos, e depois com agressões verbais e empurrões, por Mauro. O relatório apresentava provas testemunhais de sobreviventes da chacina que indicam a responsabilidade de policiais militares e civis nas mortes. “Nos solidarizamos com a luta do deputado Bordalo e manifestamos total apoio aos trabalhos da Comissão…. Seguiremos acompanhando e denunciando fatos novos que possam prejudicar a apuração do caso, bem como debateremos mecanismos para sua resolução com a devida responsabilização dos autores diretos e mandantes”, diz a nota assinada pelo líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP).

Leia a íntegra:

 

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

A bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados manifesta solidariedade ao companheiro deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará, Carlos Bordalo (PT), que teve seu trabalho parlamentar cerceado pelo deputado federal Delegado Eder Mauro (PSD-PA) na última segunda-feira (5).

Bordalo prestava informações a uma Comissão Externa da Câmara dos Deputados sobre as apurações realizadas pela CDH da Alepa a respeito dos dez trabalhadores rurais assassinados na Fazenda Santa Lúcia, no município de Pau D’Arco (PA), quando foi interrompido aos gritos, e depois com agressões verbais e empurrões, por Eder Mauro.

O relatório produzido por Bordalo apresentava provas testemunhais de sobreviventes da chacina que indicam a responsabilidade de policiais militares e civis nas dez mortes. O relatório não condena antecipadamente ninguém, mas alerta para a necessidade de uma investigação minuciosa — e isenta de pressões das autoridades locais — sobre os fatos ocorridos em Pau D’Arco. Esse trabalho de apuração de violações do direito à vida, por sinal, é uma das prerrogativas e responsabilidades de um parlamentar ao presidir uma Comissão de Direitos Humanos.

Portanto, nos solidarizamos com a luta do deputado Bordalo e manifestamos total apoio aos trabalhos da Comissão em relação a este caso – um massacre de trabalhadores rurais que chocou a opinião pública nacional e internacional. Por meio de nossa atuação no plenário e nas Comissões que atuamos no Congresso, seguiremos acompanhando e denunciando fatos novos que possam prejudicar a apuração do caso, bem como debateremos mecanismos para sua resolução com a devida responsabilização dos autores diretos e mandantes.

Brasília, 7 de junho de 2017

Carlos Zarattini (PT-SP), líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Outubro Rosa: Deputadas apoiam campanha contra câncer de mama

A Câmara dos Deputados realizou sessão solene nesta quinta-feira (5) em homenagem à Campan…