Home Portal Notícias Cassação de Temer e Diretas Já! unem o Brasil

Cassação de Temer e Diretas Já! unem o Brasil

3 min read
0

Aumentou para 85% o total de brasileiros que querem que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) casse Michel Temer por irregularidades cometidas durante a campanha presidencial, mostra pesquisa CUT/Vox Populi, realizada entre os dias 2 e 4 de junho. Apenas 8% são contrários à cassação. O TSE inicia nesta terça-feira (6) o julgamento da chapa Dilma-Temer, que pode decidir pela cassação.

Em caso de cassação ou renúncia, 89% querem eleições diretas para substituir o ilegítimo Temer. Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, os brasileiros querem eleger um novo presidente de forma democrática, via voto popular, com amplo debate sobre as propostas dos candidatos. “Ninguém quer mais um golpe que coloque na presidência da República outro subordinado ao mercado”.

“A pesquisa mostra que quanto mais o governo de Temer insiste, em primeiro lugar, em fazer as reformas que só prejudicam o povo, e quanto mais ele insiste em querer ficar no governo com todas as denúncias contra ele, a repulsa da população é cada vez maior. Isso demonstra que chegou a hora de ele sair”, analisa o líder do PT, deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Unanimidade – A avaliação negativa de Temer é unânime em todas as regiões do Brasil, independentemente da classe social, idade e gênero, comprova pesquisa CUT/Vox realizada em 118 municípios do Brasil de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior.

Segundo a pesquisa, 75% dos brasileiros avaliam negativamente o desempenho de Temer como presidente. Para 20%, ele é regular e para apenas 3%, positivo. No Nordeste, o desempenho negativo atinge 83%, no Centro Oeste/Norte 74%, no Sudeste 73% e no Sul 68%.

Os mais críticos são os jovens: 77% consideram o desempenho de Temer negativo. Entre os adultos o percentual é de 76% e entre as pessoas com mais de 50 anos, 69%. Tanto homens (73%) quanto mulheres (77%) avaliam muito mal Temer. Entre as pessoas com renda de até 2 salários mínimos, a avaliação ruim sobe para 79%; entre os que ganham de 2 a 5 SM é de 75%, e mais de 5 SM 68%.

CUT
Foto: Site Google

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel faz apelo na Câmara em defesa da Petrobras e contra a política de desativação no Nordeste

Durante a sessão remota da Câmara, nessa semana, o deputado federal João Daniel (PT-SE) re…