Home Portal Notícias Petistas repudiam violência policial em atos

Petistas repudiam violência policial em atos

3 min read
0

O deputado Wadih Damous (PT-RJ) usou a tribuna da Câmara nesta terça-feira (2) para denunciar a violência policial contra os trabalhadores que participaram dos atos da greve geral na última sexta-feira (28), em vários estados brasileiros. Wadih destacou em especial a violência das polícias militares de São Paulo, Goiás e Rio de Janeiro. O deputado Chico D’Angelo (PT-RJ) também criticou a truculência da polícia carioca.

“Infelizmente vivemos um Estado de Exceção no qual o governo golpista não admite que vozes se levantem contra a retirada de direitos e age de forma truculenta. No Rio a PM agiu como um bando de jagunço para dispersar a grande manifestação na Cinelândia”, lamentou o deputado Damous, que estava no palco se preparando para discursar quando o local foi atingido por várias bombas de gás e spray de pimenta.

“Mais uma vez a PM se abateu sobre a população com gases e bala de borracha. Até o deputado Glauber Braga (PSol-RJ) foi atingido na perna. Isso é inaceitável. Vamos exigir que o governador Pezão demita o secretário de segurança do Rio”, afirmou o deputado Damous.

“Fui testemunha do que aconteceu no Rio, uma violência desnecessária contra trabalhadores, idosos e professores. A PM ficou de tocaia e agiu contra uma população que se manifestava pacificamente porque não aceita essas reformas (Trabalhista e Previdenciária) desse governo golpista”, disse Chico D’Angelo. Ele acrescentou ainda que, para agradar o presidente Temer o governador Pezão autorizou esse “massacre”, contra os manifestantes. “Pezão fala manso com deputados, pedindo ajuda para as finanças do estado, mas age com covardia contra os trabalhadores”.

Vânia Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas criticam posição de Bolsonaro e Guedes contra a extensão do auxílio emergencial para 2021

O líder da Bancada do PT, deputado Enio Verri (PR), e o líder da Minoria na Câmara, deputa…