Home Portal Notícias Pelegrino diz que aprovar reformas é cometer suicídio político

Pelegrino diz que aprovar reformas é cometer suicídio político

3 min read
0

O deputado Nelson Pelegrino (PT-BA) fez um alerta em plenário aos deputados que planejam aprovar a Reforma da Previdência e, mais especificamente, a Reforma Trabalhista, que está na pauta desta quarta-feira (26) do plenário. “Michel Temer está chamando esses deputados para jogar o jogo da ‘Baleia Azul’, que é o jogo do suicídio político. Quem votar a favor da Reforma Trabalhista ou da Previdência não vai escapar, ninguém!”, avisou o parlamentar, em alusão ao jogo que está sob investigação por incentivar jovens a cometer suicídio.

O parlamentar baiano disse que os deputados tentam defender o indefensável, sob o argumento de que a Reforma Trabalhista vai aumentar o emprego no Brasil. “Isso é uma mentira, isso é uma falácia. O período em que o Brasil viveu uma situação de pleno emprego foi o dos governos Lula e Dilma, quando se chegou à taxa de desemprego de 4,8%, período em que havia respeito aos direitos que estão na Constituição, na CLT e na jurisprudência”, pontuou.

Nelson Pelegrino avaliou que a Reforma Trabalhista tem um tríplice pilar: desmontar a CLT, acabar com a legislação esparsa e precarizar o trabalho no Brasil. “Vamos voltar à Constituição de 1930, quando o trabalho era fator de produção e não de consumo. Essa proposta quer destruir o movimento sindical, para evitar resistência e quer promover o desmonte da Justiça do Trabalho, que é quem constrói a jurisprudência de atualização e de proteção do trabalhador. Isso é um equívoco profundo”.

Como ato de resistência a todo o desmonte golpista, Pelegrino lembrou que sexta-feira – dia 28 – o Brasil vai promover a maior greve geral da sua história. “Escrevam o que eu estou dizendo. O País vai parar, de Norte a Sul. Vários bispos da Igreja Católica já manifestaram a sua simpatia por esse movimento e a repulsa às reformas. Várias Igrejas evangélicas também já se manifestaram contra”, detalhou.

Tarciano Ricarto

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

2ª instância: Liberdade de Lula está próxima se STF cumprir a Constituição, avaliam petistas

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta quinta-feira (17) três ações para …