Home Portal Notícias Outras notícias Ana Perugini: Mídia oculta envolvimento da cúpula do PSDB em esquemas de corrupção

Ana Perugini: Mídia oculta envolvimento da cúpula do PSDB em esquemas de corrupção

4 min read
0

AnaPerugini

A deputada Ana Perugini (PT-SP) denunciou nesta quinta-feira (16), da Tribuna, mais um episódio de seletividade da grande mídia brasileira na tentativa de ocultar da sociedade o envolvimento da cúpula do PSDB em esquemas de corrupção. Ela afirmou que a grande imprensa ignorou o acordo de delação premiada do lobista Adir Assad, fechado no dia 4 de março, no qual afirma que repassou R$ 100 milhões para Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da Empresa de Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa), entre 2007 e 2010, durante a gestão tucana de José Serra no governo de São Paulo.

“Estranhamente a grande mídia deste País não divulgou o acordo de delação premiada do operador financeiro Adir Assad, preso desde agosto passado em Curitiba, e que envolve um ex-diretor da gestão tucana de José Serra no governo de São Paulo. O lobista Adir Assad disse na delação premiada que Paulo Preto, tido como operador de propinas do PSDB, centralizava os repasses das empreiteiras responsáveis por obras na estatal do governo paulista. Mas, isto só foi noticiado nos blogs e, com isso, a população não tomou conhecimento de mais este esquema de corrupção que envolve os tucanos. A grande mídia é parcial. Então, temos o dever de denunciar e divulgar estes fatos para que a população tome conhecimento do que está acontecendo no país”, ressaltou Ana Perugini.

Segundo o lobista Adir Assad, nos contratos com a Dersa, as empreiteiras subcontratavam suas empresas, o valor das notas frias era transformado em dinheiro e as companhias indicavam quem seriam os beneficiários dos recursos. Entre 2007 e 2012 foi movimentada uma cifra em torno de R$ 1,3 bilhão em contratos fictícios assinados com empreiteiras.
Assad, apontado como o maior emissor de notas frias para lavagem de dinheiro de empreiteiras, confessou ter usado suas empresas de fachada para lavar recursos de empresas em obras na região metropolitana de São Paulo, como o Rodoanel, a Nova Marginal Tietê, e o Complexo Jacu-Pêssego.

Gizele Benitz

Foto: Agência Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT defende CPI da Covid na Câmara para apurar omissão e responsabilizar Bolsonaro por genocídio

O líder do PT na Câmara, Elvino Bohn Gass (RS), defendeu hoje (13) a criação de uma Comiss…