Home Portal Notícias Enio Verri diz que Brasil pós-golpe está à beira do caos com política recessiva de Michel Temer

Enio Verri diz que Brasil pós-golpe está à beira do caos com política recessiva de Michel Temer

11 min read
0

EnioVerri

O deputado Enio Verri (PT-PR), professor de Economia da Universidade Estadual de Maringá, destruiu ponto a ponto nesta quinta-feira (16) os argumentos do governo federal e de sua base golpista, que insistem em forjar um Brasil onde “tudo é divino, tudo é maravilhoso”. Citando esse trecho de uma música do compositor Belchior, Verri mostrou que não há nada de divino nem de maravilhoso neste País pós-golpe, que está deixando o pobre cada vez mais pobre para atender exclusivamente os interesses do grande capital financeiro.

Enio Verri argumentou que os supostos dados positivos alardeados pelos articuladores do golpe escondem um Brasil real que está se afundando numa crise recessiva, “fazendo com que o setor produtivo da economia — a indústria, o comércio, a agricultura — fique cada vez menor, cada vez mais empobrecido e principalmente sem nenhuma capacidade de visão de futuro”. Nesse contexto, o parlamentar disse que a indústria perde sua capacidade de competitividade, e os trabalhadores perdem seus empregos, comprometendo a capacidade de qualificação, de aumento de produtividade e de possibilidade de um salário justo.

O resultado dessa política recessiva, segundo o deputado, já está à mostra na vida dos brasileiros. “Crescem os novos pobres, aumenta, cada vez mais, a miséria no País. Quinhentas mil famílias voltaram para o Bolsa Família nesses últimos meses. Segundo o próprio Fundo Monetário Internacional (FMI), que esse governo venera e adora, a taxa de desemprego no Brasil vai aumentar em mais dois pontos percentuais, chegando a 14% o desemprego no Brasil. O número de empresas que estão pedindo recuperação judicial, as antigas concordatas, aumentou como nunca”, pontuou.

Diante dessa realidade, onde está, de fato, o resultado das boas notícias divulgadas pelo governo? Verri respondeu que, na verdade, essas boas notícias não existem. São leituras deturpadas de alguns indicadores, tal qual o da queda da inflação. “Por que é que a inflação cai? Isso é muito simples. Inflação é a alta constante de preços. Se há desemprego, se há miséria, as pessoas não compram. Se elas não compram, e a empresa tem que pagar a sua fatura, ela vende barato, ela queima. Portanto, a queda da inflação nada mais é do que o aumento da miséria e da recessão neste País”, esclareceu.

E sobre o superávit da balança comercial, que significa que o Brasil está exportando mais e comprando menos do exterior? Verri também explicou o que há por trás dessa realidade. De acordo com o parlamentar, as empresas estão vendendo mais para fora porque, estando o Brasil afundando numa recessão de responsabilidade do governo Temer, elas têm que vender para algum lugar, fazendo escoar seus produtos a qualquer preço, porque precisam pagar suas contas.

“Ao mesmo tempo, a nossa indústria está sucateada, está parada, não importa bens de produção, não importa equipamentos, não traz nada de inovação tecnológica para cá, condenando a nossa competitividade internacional. O superávit comercial que está sendo apresentado é resultado de uma recessão criada pelo Governo Temer. Afinal de contas, as empresas exportam para sobreviver e não importam porque não têm como comprar. [O superávit] é uma coisa que existe de fato no número, mas piora a economia do Brasil”.

E a queda dos juros comemorada pelos golpistas? No Brasil da fantasia, é mais um dado para ludibriar o brasileiro sem dizer o que de fato é verdade. Verri lembrou que a taxa de juros real de hoje é uma das mais altas da história do Brasil. E explicou o porquê. “Se a inflação cai e a taxa de juros continua alta, esta diferença tem um nome: chama-se juros reais. E os juros reais são altíssimos. Temer e seu Governo golpista estão fazendo do Brasil o mesmo que Fernando Henrique fez: um paraíso do capital especulativo”.

A partir dessa constatação, o deputado afirmou ser lógico observar que mais dinheiro vai entrar no Brasil. “Com uma taxa real dessas, todo mundo quer botar o dinheiro aqui. E isso transforma o Brasil num País ainda mais inseguro na sua economia e mais indefeso em relação às grandes especulações”, completou.

E o que significa a recente queda do dólar para R$ 3,06? “Vamos pensar na indústria. Ela precisa de bens, de insumos para produzir. Se o dólar está custando 3 reais, a indústria não vai comprar da indústria local este insumo de que ela precisa, mas vai trazer da China. Por que ela vai comprar daqui? Sabe o que vai acontecer com esse dólar que o capital especulativo aproveita? Vai aumentar a quebradeira do setor industrial brasileiro. As indústrias vão quebrar ainda mais. De novo: a grande indústria vai comprar da China, porque é muito mais barato, aproveitando-se do câmbio”.

Por fim, Enio Verri disse que o Brasil está à beira de um caos. “E o caos sai do campo da política, porque é ele que determina na economia, na sociedade, e é isso que nós vemos: a violência nas ruas, as greves nos estados. Tudo isso tem uma coisa só: uma política macroeconômica falida”.

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Projeto cria renda básica para cidadãos em extrema vulnerabilidade

O Projeto de Lei 4856/19 cria o programa Renda Básica Universal, a fim de conceder uma ren…