Home Portal Notícias Artigos São Paulo anda pra trás com prefeito Doria; Nilto Tatto lista retrocessos em tempo recorde

São Paulo anda pra trás com prefeito Doria; Nilto Tatto lista retrocessos em tempo recorde

5 min read
0

SPcinza

Em artigo, o deputado Nilto Tatto (PT-SP) trata dos retrocessos já colocados em prática pelo prefeito Doria, em menos de um mês, na capital paulista. Além de por fim na redução das velocidades das marginais que, comprovadamente, reduziu em torno de 40% as mortes e melhorou o trânsito, em um gesto autoritário, jogou tinta cinza sobre o trabalho de mais de 200 artistas, no maior mural a céu aberto da América Latina. Grafites desapareceram em poucas horas. Também alterou as regras para o tratamento da Guarda Civil Metropolitana em relação à população em situação de rua. Em 2016, a partir de debate com a sociedade, as regras tinham sido humanizadas. O prefeito Doria achou melhor voltar atrás.

São Paulo de aparências
Por Nilto Tatto*

O governo do prefeito Doria nem completou um mês e já deixa claro que quer mascarar São Paulo e sua diversidade.

Quis retroceder na redução das velocidades das marginais que, comprovadamente, reduziu em torno de 40% as mortes e melhorou o trânsito em toda a cidade. A justiça, entretanto, entende que não há base técnica para o aumento da velocidade e a batalha judicial vai continuar.

Em um gesto autoritário, jogou tinta cinza sobre o trabalho de mais de 200 artistas, no maior mural a céu aberto da América Latina. Grafites desapareceram em poucas horas. A cidade cinza se tornou mais cinza. Isso não é limpar. É apagar cultura e história, é como queimar livros!

Mas a ideia de limpeza do prefeito passa por cima de outros valores humanos.

Sem qualquer discussão com a sociedade, Doria alterou as regras para o tratamento da Guarda Civil Metropolitana em relação à população em situação de rua. Em 2016, a partir de debate com a sociedade, as regras tinham sido humanizadas, para prevenir a violência, e guiar a atuação da Guarda pelos princípios da mediação, diálogo e transparência. O prefeito Doria achou melhor voltar atrás.

É com violência que o prefeito quer “apagar” as pessoas que moram na rua? Isso é o que ele entende por “cidade linda”? Há algo de “lindo” em bater nestas pessoas? Doria vai dar um jeito de tornar invisíveis todos os pobres da cidade, para garantir sua “cidade linda”?

Uma cidade complexa, rica e conflituosa como São Paulo não vive de aparências. Sabemos que, em algum momento, as máscaras caem.

* Nilto Tatto é Deputado Federal pelo Partido dos Trabalhadores

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Projeto susta ato do Executivo que reclassifica nível de toxicidade de agrotóxicos

O Projeto de Decreto Legislativo 616/19 pretende tornar sem efeito o ato do Ministério da …