Home Portal Notícias Em ação considerada “absurda” Guilherme Boulos é preso em São Paulo

Em ação considerada “absurda” Guilherme Boulos é preso em São Paulo

4 min read
0

boulos2

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos,  foi preso na manhã desta terça-feira (17), em São Paulo. Segundo representantes do MTST , Boulos foi preso por “desobediência civil” e levado para o 49ª DP, de São Mateus, zona leste da capital paulista.

Boulos estava em São Mateus para acompanhar a ação de reintegração de posse da ocupação Colonial, autorizada pelo Tribunal de Justiça. A ocupação tem cerca de 3 mil pessoas, reunidas em 700 famílias que estão no local há mais de um ano.

Em comunicado, o MTST classificou a prisão de “verdadeiro absurdo” e afirmou que Boulos “esteve o tempo todo procurando uma mediação para o conflito”. “Não aceitaremos calados que além de massacrem o povo da ocupação Colonial, jogando-os nas ruas, ainda querem prender quem tentou o tempo todo e de forma pacífica ajudá-los”, afirmou o movimento na nota.

Leia a íntegra da nota do MTST divulgada na página do Facebook do  MTST:

 “O companheiro Guilherme Boulos, membro da coordenação nacional do MTST, que estava acompanhando a reintegração de posse da ocupação Colonial, visando garantir uma desfecho favorável para as mais de 3000 pessoas da ocupação, acaba de ser preso pela PM de São Paulo sob a acusação de desobediência civil.

Um verdadeiro absurdo, uma vez que Guilherme Boulos esteve o tempo todo procurando uma mediação para o conflito. Neste momento, o companheiro Guilherme está detido no 49ª DP de São Mateus.

Não aceitaremos calados que além de massacrarem o povo da ocupação Colonial, jogando-os nas ruas, ainda querem prender quem tentou o tempo todo e de forma pacífica ajuda-los”.

Movimento dos Trabalhadores sem Teto 

 (PT na Câmara com agências)

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT na Câmara aciona PGR, TCU e CVM para investigar operação suspeita com ações da Petrobras

A Bancada do PT na Câmara protocolou hoje (3) ações na Procuradoria-Geral da República, no…