Home Portal Notícias Comissão consegue aprovar vinda de Marcelo Caetano à Câmara para explicar Previdência

Comissão consegue aprovar vinda de Marcelo Caetano à Câmara para explicar Previdência

6 min read
0

1leoJorge GustavoB

O bloqueio imposto pelo governo ilegítimo e usurpador de Michel Temer às pautas da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFT), presidida pelo deputado Leo de Brito (PT-AC), foi furado nesta quarta-feira (7) pela atuação contundente dos parlamentares da Bancada do PT que compõem o colegiado.

Essa atuação levou os deputados da base do governo a recuar e acordar, principalmente, sobre o requerimento de autoria do deputado Jorge Solla (PT-BA), que convida o Secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcel Caetano, a comparecer à Câmara para prestar esclarecimentos sobre a nova Reforma da Previdência, encaminhada pelo governo golpista para análise da Câmara.

Durante o seu pronunciamento, o deputado Jorge Solla disse que foram feitas várias tentativas de entendimento com a base governista, mas, segundo ele, a postura dos pares do governo golpista é acintosa. “O governo simplesmente está proibindo que a comissão de Fiscalização Financeira faça qualquer requerimento de informação; está proibindo que essa comissão faça qualquer convite a um ministro, a um secretário de estado”, denunciou Solla.

“Qual o medo que governo tem? Esse governo está se desmanchando de tal forma que não quer permitir a vinda a esta Casa de seus ministros golpistas. A gente não está dizendo o que o governo vai informar, estamos dizendo que o governo precisa prestar conta, informar, esclarecer”, observou o petista.

Ainda, conforme denunciou o deputado, o governo ilegítimo adota uma postura autoritária.  “Quem rasgou a Constituição para tirar uma presidenta honesta e botar um bando de corrupto no poder, tem que blindar esses corruptos. Senão, toda a semana vai cair um ministro. Já caiu o Geddel, o Padilha está pendurado, tem vários pendurados. Isso não vai evitar que a população saiba o quanto corrupto são esses dirigentes”, fulminou Jorge Solla.

Após o duro discurso do petista, o comandante da base governista, deputado Fernando Francischini (SD-PR) recuou, e acatou a proposição, desde que o Secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano fosse ouvido numa audiência pública conjunta com a comissão especial que vai tratar da Reforma da Previdência encomendada pelo governo golpista.

Requerimentos -A comissão ainda aprovou dois requerimentos de informação do deputado Zeca Dirceu (PT-PR). No primeiro, o deputado requer a realização de uma audiência pública para acompanhar o andamento das investigações no âmbito federal da Operação Quadro Negro da Policia Civil do Paraná. No segundo, Zeca Dirceu solicita informações a Caixa Econômica Federal sobre as investigações de possíveis irregularidades na movimentação de contas bancárias via unidades lotéricas no município de Cruzeiro do Oeste no Estado do Paraná.

Benildes Rodrigues

Foto: Gustavo Bezerra
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Renda dos trabalhadores cai 20% e inflação de alimentos aumenta

Completa ausência de medidas da área econômica do governo eleva preços de produtos como ól…