Home Portal Notícias Petistas repudiam “repressão generalizada” contra estudantes e criticam polícia de Rollemberg

Petistas repudiam “repressão generalizada” contra estudantes e criticam polícia de Rollemberg

6 min read
0

ErikaBolgsZeGeraldo

Parlamentares da bancada do PT na Câmara discursaram na madrugada desta quarta-feira (30) para repudiar a repressão policial que se deu na manifestação de estudantes na Esplanada dos Ministérios. Para a deputada Erika Kokay (PT-DF), o país viveu um momento de tensão desnecessária. “É preciso assegurar a liberdade de manifestação. O povo veio de todo o lugar deste Brasil para se manifestar contra um verdadeiro atentado contra a Nação e o seu povo, que é a PEC nº 55. E o direito à manifestação tem que ser absolutamente garantido”. 

Para o deputado Bohn Gass (PT-RS), o presidente Michel Temer deve explicações pela repressão policial aos estudantes que foram às ruas defender seus direitos. “E o que o Governo faz? O Governo protege ministro para alterar regras do IPHAN e para dar privilégios particulares e pessoais. Por isso, o ministro caiu há poucos dias, mas quem tem que cair é o Presidente da República, para que nós tenhamos eleições gerais já e para impedir que a ditadura volte. Ninguém fez nada quando manifestantes pediram a volta da ditadura e subiram aqui, ninguém fez nada. Entretanto, os jovens que pedem educação são violentados. Isso é inaceitável!”.

O deputado Zé Geraldo (PT-PA) explicou que a violência contra os jovens foi um massacre da polícia do Distrito Federal, do Governo Rollemberg. “Contra manifestantes que, pacificamente, não aceitam a PEC 241, que vai tirar direito do povo brasileiro, que vai tirar dinheiro das obras do PAC, que vai tirar dinheiro das universidades, da saúde, que vai gerar desempregos”, disse.

O deputado Pepe Vargas (PT-RS) lembrou que, durante meses, aconteceram atos contra o Governo Dilma ocupando a Esplanada. E, de forma correta e equilibrada, não houve repressão a esses movimentos. Para ele, por parte da Polícia Legislativa, não houve nenhuma atitude que possa ser criticada. “Já por parte da Polícia Militar do Distrito Federal, o que se viu foi uma situação totalmente fora do controle”. Ele condenou a repressão realizada com gás lacrimogênio, com spray de pimenta. “Inclusive, jogaram spray de pimenta em nós!”, reclamou. “Então, eu quero registrar o meu repúdio a esse tipo de repressão. Eu nunca vi uma tropa com uma falta de controle como essa, que não aceitava sequer que se formasse uma linha defensiva para que os deputados fossem conversar com os estudantes. Não nos permitiram isso”, protestou.

Para o deputado João Daniel (PT-SE) o que se viu na manifestação foi uma Polícia despreparada, sem comando. “Queremos repudiar o Governo do Distrito Federal, o comando que esteve à frente dessa operação. É uma agressão à democracia. As manifestações fazem parte da luta e da história pela democracia. Vimos ali um campo de guerra, uma agressão contra uma grande manifestação de estudantes, que lutam com todo o direito democrático”.

PT na Cãmara
Foto: Divulgação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líderes repudiam massacre de trabalhadores

Os líderes do PT no Senado e na Câmara divulgaram nota de repúdio ao massacre de trabalhad…