Home Portal Notícias PT cobra demissão de Geddel e vai acionar Ministério Público para investigar novo escândalo do Governo Temer

PT cobra demissão de Geddel e vai acionar Ministério Público para investigar novo escândalo do Governo Temer

5 min read
0

AfonsoF HumbertoC

O ministro Geddel Vieira Lima, braço direito de Michel Temer, será alvo de uma representação a ser apresentada nesta segunda-feira (21) na procuradoria-geral da República pelos líderes do PT na Câmara e no Senado.  Geddel ele cometeu crime de advocacia administrativa ao agir em interesse próprio e pressionar o ex-ministro Marcelo Calero, que se demitiu da Cultura na última sexta-feira (18), a liberar uma obra em Salvador onde tem um apartamento de R$ 2,4 milhões.

“O governo Temer está derretendo. Um ministro se demite acusando o outro”, diz o líder do PT na Câmara, Afonso Florence (PT-BA), ao comentar o escândalo. “Vamos também convocar os dois, o Geddel e o Calero, a prestar esclarecimentos na Câmara”.

Florence disse ainda que, se Temer decidir manter Geddel no cargo, será acionado por prevaricação. “Geddel tem que cair, mas Temer também tem que responder pelo fato de um ministro coagir outro a fazer algo ilegal”.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), também pediu a demissão imediata de Geddel Vieira Lima. “A narrativa do ex-ministro da Cultura expõe as víscera desse governo corrupto. Ele entregou o cargo para não ser obrigado a atropelar pareceres técnicos que negavam autorização para a construção de um prédio em uma área tombada, onde Geddel tem investimentos. É escandaloso que um ministro extremamente poderoso dentro do governo, que trabalha na antessala de Temer, use do próprio cargo para coagir e ameaçar colegas em favor de interesses pessoais”, criticou o líder do PT no Senado.

O líder do PT no Senado vai ingressar, também, com representações na Comissão de Ética da Presidência da República e no Ministério Público Federal para que abram investigação sobre o caso. Informou ainda que convidará Marcelo Calero para ir ao Senado explicar, publicamente, os fatos que redundaram em sua demissão. Também vai pedir a convocação de Geddel Vieira Lima para que explique no Senado as acusações que lhe foram feitas pelo colega de governo.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), líder da Minoria na Câmara, é categórica: “Nós temos que exigir que Geddel Veira Lima seja suspenso até que tudo fique esclarecido”.

Ressaltando que Geddel é o homem forte do governo Temer, Jandira observa: “Um chefe da Casa Civil pressionando na Cultura, imagina o que ele não pressiona resto do governo”.

Das agências com PT na Câmara

Foto: Salu Parente/Alessandro Dantas
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel denuncia que regularização fundiária proposta por Bolsonaro acentua injustiça agrária

A preocupação com a medida provisória (MP 910/19), editada esta semana pelo governo federa…