Home Portal Multimídia Wagner Moura e Lirinha denunciam Estado de exceção e violência contra o MST

Wagner Moura e Lirinha denunciam Estado de exceção e violência contra o MST

2 min read
0

mst escola policiaO ator Wagner Moura e o cantor e compositor Lirinha divulgaram vídeos [confira abaixo], nesta sexta-feira (4), repudiando e denunciando a violenta operação policial na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), vinculada ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Guararema, cidade a 70 Km de São Paulo (SP).

Para Wagner Moura, a ação atesta que o Brasil não vive um período de normalidade democrática. “Se alguém tinha dúvida de que o Brasil vive um Estado de exceção, um Estado policialesco, a invasão na Escola Florestan Fernandes, pela polícia, é uma demonstração covarde de truculência, típica de um regime de exceção”, disse o ator no vídeo.

O pernambucano Lirinha, que estava na ENFF para dar uma palestra sobre cultura popular, relatou que foram escutados tiros durante a sua atividade, da qual participavam estudantes de mais de 50 países. “Mais uma prova que estamos num Estado de suspensão da democracia”, denunciou o artista.

Assista aos vídeos:

PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Deputado do PSL vandaliza exposição da Consciência Negra; petistas cobram providências da Casa

Os deputados petistas Nilto Tatto (SP) e Valmir Assunção (BA) denunciaram há pouco, em ple…