Home Portal Notícias Entidades denunciam na ONU desmantelamento do sistema de direitos humanos no Brasil, contido na PEC 241

Entidades denunciam na ONU desmantelamento do sistema de direitos humanos no Brasil, contido na PEC 241

7 min read
0

padrejoao CDH

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (CDH) da Câmara, deputado Padre João (PT-MG), considerou importante a ação ajuizada pelas entidades da sociedade civil junto às Organizações das Nações Unidas (ONU) para denunciar o desmantelamento do sistema de direitos humanos no Brasil, contido na proposta de emenda à Constituição (PEC 241) e no Orçamento da União. A proposta prevê congelamento de recursos para a saúde e educação por um periodo de 20 anos. “A gente tem que gritar para o mundo ouvir. Então, essa denúncia internacional é importante, mas nós temos que usar também todos os meios para que essa denúncia chegue nas mentes e corações de todos os brasileiros”, afirmou o deputado.

As entidades compostas pela Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB), Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP), Cáritas Brasileira, Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Serviço Interfranciscano de Justiça, Paz e Ecologia (SINFRAJUPE) entregaram, na última semana, o relatório Situação dos Direitos Humanos no Brasil ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, em Genebra, na Suíça.

O documento aborda o desmantelamento dos direitos sociais e das políticas públicas no país desencadeado pelo governo do presidente ilegitimo de Michel Temer, que assumiu o cargo após o impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, incidindo diretamente sobre a rede de segurança e a garantia de recursos para implementação de um sistema de direitos humanos voltado, especialmente, aos segmentos mais vulneráveis da população. Para as entidades que elaboraram o relatório, a PEC 241 “confronta garantias presentes na Constituição Federal de 1988”.

“Os cortes tendem a ser aplicados em programas sociais e serviços públicos essenciais, prejudicando o gozo dos direitos humanos, em especial, dos grupos mais marginalizados e desfavorecidos”, diz o documento que ainda aponta o caos que a PEC 241 vai promover no Sistema Único de Saúde (SUS).

O relatório diz ainda que Orçamento de 2017 vai promover “cortes bilionários de recursos para setores como habitação popular, desenvolvimento regional, reforma agrária, entre outros”.

O presidente da CDH lamentou a falta de conhecimento da população brasileira em relação ao desmonte que o governo golpista vem fazendo ao Estado brasileiro. “A sociedade brasileira como um todo ainda não percebeu esse desmonte, não percebeu. O mundo inteiro entendeu que o que houve no Brasil foi um golpe, mas os próprios brasileiros não entenderam”, disse o deputado.

Padre João frisou que a Comissão de Direitos Humanos está atenta a essas questões. “Não podemos ser indiferentes”. Nesse sentido, ele disse que na comissão tem requerimentos para convocar o Ministro da Justiça, Alexandre Moraes, para que explique o atraso que o governo ilegitimo promoveu em relação à politicas para mulheres, juventude, igualdade racial e em relação ao programa de proteção às vítimas e testemunhas que foi suspenso até o fim do ano.

Dialogo – Com base nas informações, as entidades fazem recomendações ao Estado brasileiro no sentido de que sejam observadas as garantias constitucionais e que se mantenha o progresso já conquistado na proteção social, bem como a consolidação institucional, política e o quadro jurídico que proporcionou tais avanços, com base no diálogo democrático e com a participação da sociedade civil organizada.

Benildes Rodrigues Com Agências

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 19/9/2…