Home Portal Notícias Denúncia vazia dos procuradores da Lava Jato confirma perseguição política contra Lula

Denúncia vazia dos procuradores da Lava Jato confirma perseguição política contra Lula

7 min read
0

lula pt

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara chamaram de “perseguição política” e “injustiça histórica” a denúncia apresentada nesta quarta-feira (14) pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A entrevista coletiva dos procuradores da Operação Lava Jato foi um grande espetáculo de pirotecnia onde os slides de Power Point – muitos com erros de digitação básicos – ganharam mais destaque nas redes sociais do que as acusações em si.

“A denúncia não se sustenta sem provas. Existem apenas ilações e querem reviver a teoria do domínio do fato, que parece ter ganho novos adeptos. Espero que seja respeitado o devido processo legal, no qual o ônus da prova cabe à acusação, mas não há provas e por isso está configurada a perseguição política”, afirmou o líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence (BA).

A deputada Erika Kokay (PT-DF) classificou como “absolutamente inconsistente” a denúncia do MPF. “Como é que podemos ter instituições que se tornaram livres e autônomas, de fato, durante os governos Lula e Dilma, ofertando uma denúncia que não se sustenta, acerca de um tríplex que todos e todas sabem não pertencer a Luiz Inácio Lula da Silva. O tríplex não pertence a Luiz Inácio Lula da Silva. Se estabelece uma denúncia de tamanha fragilidade, porque não conseguiram achar nada — nada — que desabone a honestidade de Lula. Nada! Porque, se tivessem conseguido, teriam feito uma denúncia com mais consistência, e não esta, que nitidamente é política”, explicou.

Para o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), a denúncia contra Lula e o PT, da forma como foi apresentada, sem qualquer prova, é um “golpe contra a democracia” e contra o Estado democrático de Direito. “O único objetivo da denúncia é criminalizar o presidente Lula e o PT. E nós vamos reagir nas ruas, no Judiciário, no Parlamento e nas instâncias internacionais, denunciando o capítulo final do golpe, que é afastar Lula da presidência em 2018 e extinguir o PT”, disse Pimenta.

Para o deputado Pedro Uczai (PT-SC) trata-se de uma perseguição a um dos maiores líderes mundiais. “O que o Ministério Público está fazendo é uma perseguição contra o presidente Lula, um crime de lesa-pátria porque não conseguiram identificar nenhum ato de corrupção contra o ex-presidente Lula, que tem uma origem pobre, que veio do Nordeste, que se transformou num dos maiores líderes deste País, que se transformou em Presidente da República por dois mandatos”.

O receio de uma parcela da sociedade brasileira, avalia Uczai, é a volta do presidente Lula na eleição de 2018. “É o medo de que, com essa política neoliberal que estão implantando no País de retirada de direitos sociais, trabalhistas e previdenciários e também do patrimônio, se crie impopularidade e insatisfação e o presidente Lula volte a ser candidato a presidente em 2018, tendo apoio do povo brasileiro. Acho que esse é o medo dos golpistas deste Governo ilegítimo e daqueles que querem perseguir de forma criminosa, imoral e injusta um dos maiores líderes que este Brasil já teve”, ressaltou o parlamentar catarinense.

PT na Câmara

Foto: Divulgação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líderes repudiam massacre de trabalhadores

Os líderes do PT no Senado e na Câmara divulgaram nota de repúdio ao massacre de trabalhad…