Home Portal Notícias 7 de setembro marcado pelas vaias a Michel Temer de manhã e à noite em vários estados

7 de setembro marcado pelas vaias a Michel Temer de manhã e à noite em vários estados

6 min read
0

ForaTemer

O presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB-SP) fez o que pôde para evitar as vaias no dia 7 de setembro. Em vão. Em todas as suas aparições, durante o Desfile de 7 de Setembro, pela manhã, em Brasília, e à noite, durante a abertura da Paralimpíada, no Rio de Janeiro, ele recebeu sonoras vaias.

Temer ainda tentou evitar as manifestações contra ele logo pela manhã, ao ter se recusado a desfilar em carro aberto pela Esplanada dos Ministérios. Os gritos de “Fora Temer” e “golpista”, no entanto, podiam ser ouvidos no início e no fim do desfile. Mesmo com convites para as arquibancadas oficiais minuciosamente distribuídos para evitar manifestações contrárias, cerca de 20 jovens conseguiram ficar a poucos metros do golpista e gritar palavras de ordem contra ele a plenos pulmões.

De acordo com reportagem da revista Carta Capital, as primeiras vaias a Temer surgiram assim que ele desceu, às 9h, em frente à área reservada às autoridades para o desfile na Esplanada. Ele decidira ir ao local em um carro fechado, sem acenar ao público, ao contrário do que os presidentes costumam fazer no 7 de Setembro. Também resolvera não passar as tropas em revista, algo que o obrigaria a estar a céu aberto. Às 11h, ao fim da parada, mais vaias, desta vez na saída.

Não satisfeito com as manifestações na Esplanada – lembrando que Temer ainda foi alvo de protestos durante o Grito dos Excluídos, em local próximo, que reuniu cerca de 5 mil pessoas –, o presidente golpista ainda foi receber vaias na abertura da Paralimpíada, no Maracanã.

E as manifestações contra Temer começaram antes mesmo dele ser anunciado nos alto-falantes do estádio carioca. Isso porque, logo após o presidente do comitê brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, agradecer os governos federal, estadual e municipal pela realização do evento, iniciou-se uma grande vaia. Em seguida, gritos de “Brasil, Brasil” e de “Fora Temer”.

Quando finalmente chegou a vez do presidente ilegítimo falar, não houve misericórdia. As vaias ao peemedebista começaram logo após Temer ter sido anunciado pelo presidente do Comitê Paralímpico Internacional, pouco antes das 21h10, e continuaram durante a declaração de abertura dos Jogos, com coro de “Fora Temer”.

As manifestações contra Temer não se restringiram a esses eventos, ontem. Atos contra ele ocorreram em, pelo menos, 24 Estados e no Distrito Federal.

Além da manifestação que reuniu 5 mil, em Brasília, outras grandes mobilizações marcaram o dia. Em São Paulo, por exemplo, dois atos pediram a saída de Temer. De manhã, foram 15 mil pessoas em uma caminhada da região da Avenida Paulista ao Parque do Ibirapuera. À tarde, cerca de 10 mil pessoas foram da Praça da Sé até a Paulista e, em seguida, à Praça da República, na região central, em um ato pacífico.

PT no senado

Foto: Divulgação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líderes repudiam massacre de trabalhadores

Os líderes do PT no Senado e na Câmara divulgaram nota de repúdio ao massacre de trabalhad…