Home Portal Notícias Centro de estudos do PSDB quer privatizar “estatais petistas”

Centro de estudos do PSDB quer privatizar “estatais petistas”

6 min read
0

vendaBR

O Instituto Teotônio Vilela (ITV), centro de estudos do PSDB, quer privatizar, fundir ou extinguir parte das empresas estatais criadas entre 2003 e 2015. A proposta deve ser discutida com o presidente interino, Michel Temer, na primeira reunião de conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que acontece no próximo dia 25, em Brasília.

Em reportagem do Valor Econômico, essas empresas públicas são tratadas como “estatais petistas” e sua importância para o desenvolvimento nacional é ignorada. O ponto chave da crítica é que elas não dão lucro e consomem parte dos recursos da União.

Uma das estatais citadas pelo ITV é a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que surgiu da necessidade de pensar a infraestrutura nacional de forma sistêmica e integrada. A matéria do Valor diz que a companhia foi concebida “para tocar o projeto do trem-bala”, mas “caiu no limbo” depois da saída de Bernardo Figueiredo da presidência “e foi praticamente alijada de todas as discussões posteriores sobre investimentos em transportes”.

Só que a EPL (ou uma iniciativa semelhante) era fundamental para solucionar o gargalo logístico brasileiro. Em 2013, a empresa entregou um estudo que compilava relatórios de déficit do setor de transporte de diversas fontes. Na época, o trabalho demonstrou que o Brasil tinha um atraso de investimentos na ordem de R$ 700 bilhões para o segmento e só vinha realizando R$ 15 bilhões de investimento por ano, volume incapaz de zerar o passivo.

O centro de estudos tucano preparou uma lista de empresas estatais deficitárias. No topo estão a Petroquímica Suape e a Petrobras Biocombustível (PBio), subsidiárias da Petrobras que, de acordo com a reportagem do Valor, “não apresentaram um único balanço positivo desde sua criação, no fim da década passada”. “Juntas, acumulam rombo de R$ 5,1 bilhões nos últimos sete anos”.

A Petroquímica Suape foi criada para produzir insumos químicos e têxteis em uma área estratégica, de fácil escoamento de produção, o Complexo Industrial Portuário de Suape, em Pernambuco. A Petrobras Biocombustível foi criada para contribuir com a diversificação da matriz energética brasileira e a redução da emissão dos gases de efeito estufa.

A reportagem fala de 41 empresas estatais criadas nos governos do PT. Entre elas, estão listadas a Ceitec, que atua no segmento de semicondutores e circuitos integrados, acusada de nunca ter dado lucro, e a Amazul, criada especificamente para o desenvolvimento do primeiro submarino de propulsão nuclear brasileiro.

A Ceitec foi criada em 2008. Em 2011, começou a produzir em escala comercial um chip de rastreamento do gado para garantir o controle de origem da carne bovina, exigência dos grandes importadores. Depois disso, desenvolveu outras tecnologias para acompanhamento de temperatura, segurança de passaportes, identificação automática de veículos, além de múltiplas aplicações em logística.

A Amazul foi criada em 2013. Pouco tempo para o Valor Econômico e o centro de estudos do PSDB decretarem seu fracasso.

Linha direta

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líder do PT denuncia nova ação ilegal de Dallagnol e pede seu afastamento da Lava Jato

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), protocolou hoje (21), no Conselho Nacional do…