Home Portal Notícias No coração de Belo Horizonte, um festival gratuito de cultura popular em prol da reforma agrária

No coração de Belo Horizonte, um festival gratuito de cultura popular em prol da reforma agrária

6 min read
0

praca da estacao

Começa nesta quarta-feira (20) o I Festival Nacional de Arte e Cultura da Reforma Agrária, em Belo Horizonte (MG). Organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, o evento segue até o domingo (24) e terá convidados de peso que celebram o encontro entre o campo e a cidade. Pereira da Viola, Aline Calixto, Xangai, Chico César, Zé Mulato e Cassiano, Flávio Renegado são alguns nomes que farão a alegria do público que visitar a Praça da Estação, na capital mineira.

Dentre as atividades paralelas, ocorrerão o II Festival de Música “Da luta brotam vozes de liberdade” e a I Mostra de Poesias, com o tema “Versando a Luta”. As inscrições, encerradas no dia 30 de junho, somaram 105 canções e 195 poemas, de 18 estados do Brasil.

O Festival de Música trará 40 canções inéditas para apresentação no Palco Décio Marques, na Praça da Estação, das quais 20 irão compor a gravação de um CD e um DVD. Já a Mostra de Poesia resultará num livro com 60 poemas, que serão declamados nas tardes do Balaio Cultural Cora Coralina, palco da Feira da Reforma Agrária.

A decisão de ampliar o festival decorre da compreensão do MST de que o cultivo da vida, da resistência e da luta pela terra faz brotar manifestações artísticas das mais variadas linguagens.

“O Festival Nacional é um grande convite à sociedade para conhecer de perto o movimento. O evento surge da necessidade de popularizar a pauta da Reforma Agrária, para que as cidades entendam a importância da democratização das terras na produção de alimentos saudáveis”, afirma Ênio Bohnenberger, da Direção Nacional do MST. Ele continua: “temos também a oportunidade de contrapor a difamação que a mídia convencional pratica sobre o MST e o ódio que se alastra como epidemia na atual conjuntura”.

Serão atrações variadas, como um acampamento de lona preta para visitação no centro de Belo Horizonte, a mostra de vídeos e artes plásticas, debates, mais de 15 shows e 7 debates, abrangendo temas como mídia democrática, saúde, agroecologia, cultura, educação e conjuntura política.

Uma das atrações mais esperadas, a Feira da Reforma Agrária trará mais de 160 toneladas de produtos das áreas do movimento, tanto “in natura”, quanto agroindustrializados. A Feira Gastronômica, polo central do evento, terá os pratos típicos de todas as regiões brasileiras, como pato no tucupi, bode assado, arroz com pequi, churrasco, o tradicional tropeiro mineiro, entre outros.

Assim, os participantes terão oportunidade de vivenciar a cultura da luta pela terra e toda riqueza cultivada no campo brasileiro, numa verdadeira celebração político-cultural dos povos brasileiros.

MST

Foto: Divulgação

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líderes repudiam massacre de trabalhadores

Os líderes do PT no Senado e na Câmara divulgaram nota de repúdio ao massacre de trabalhad…