Home Portal Notícias Simbolismo: Exposição na Câmara mostra luta dos brasileiros contra o fascismo e a opressão na 2ª Guerra Mundial

Simbolismo: Exposição na Câmara mostra luta dos brasileiros contra o fascismo e a opressão na 2ª Guerra Mundial

7 min read
0

zara 2guerra

Momento de forte simbolismo e emoção marcou o encerramento do Seminário Internacional Brasil-Itália, nesta quarta-feira (6), na Câmara. É que o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), presidente do Grupo Parlamentar que reúne os dois países, homenageou os militares da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que lutaram na Europa, na 2ª Guerra Mundial, com uma exposição histórica. A mostra, que traz como título a Participação do Brasil na Derrota do Nazifascismo, é uma realização do Grupo Parlamentar Brasil-Itália em parceria com as Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) e a Embaixada da Itália.

“Tenho certeza de que foi motivo de honra e glória para os brasileiros lutar contra o fascismo e a opressão”, disse o parlamentar petista.

“Não foi pouca coisa o que aconteceu no ano de 1944 -1945. Eu fico emocionado porque o Brasil é um país que tem incorporado em si, no seu povo, o sentimento democrático, o sentimento de lutar pela justiça, pela democracia. Isso nós não vamos abandonar nunca”, disse Zarattini, que também fez questão de lembrar que a FEB é pouco lembrada no Brasil.

“Hoje mesmo, quando estudamos a história do Brasil não estudamos o que foi a FEB e a participação fundamental de mais de 25 mil brasileiros que foram lutar no inverno na Europa, na Itália, pela liberdade e democracia daquele continente”, disse o presidente do Grupo Parlamentar que, emocionado, relatou que dos mais de 25 mil soldados brasileiros que lutaram ao lado de países Aliados contra os países do Eixo – 450 praças, 13 oficiais e 8 pilotos foram mortos. Ele disse ainda que cerca de 12 mil combatentes ficaram feridos.

Ao se referir às fotos e objetos da 2ª Guerra Mundial expostos, Zarattini disse que esta foi a “forma simbólica de testemunhar a garra e coragem desses combatentes que lutaram contra o nazismo e o fascismo no Velho Continente”. Ele reafirmou que essa página da história brasileira boa parte da nova geração conhece.

“Essa homenagem simbólica aos combatentes é essencial para manter viva a história desses homens que combateram as tropas nazistas na Itália. Os pracinhas conseguiram importantes vitórias na Itália como a Tomada de Monte Castelo, Turim, Montese, por exemplo. Esse esforço precisa ser lembrado”, observou o deputado.

A vice-presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Marina Sereni disse que só recentemente teve conhecimento dessa história que une os dois países. Ela contou, que a Câmara dos Deputados do seu país recebeu o filme Rota 46 que retrata a participação do Brasil na retomada democrática daquele país.

“Estou aqui para dizer da nossa gratidão e, paralelamente, reforçar os valores que o deputado Zarattini relembrou. A missão brasileira que dedicou a vida para nossa libertação é realmente prova da força e amizade que unem mais ainda os dois países”, disse a parlamentar italiana.

“Com os valores de liberdade, de democracia, de justiça que caminhamos. Viva o Brasil! Viva a Itália! Viva a democracia”, concluiu Marina Sereni.

Benildes Rodrigues

Foto: Gustavo Bezerra
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT reforça movimento ‘Fora Bolsonaro’, em dia de protesto

O PT vai mobilizar todos os militantes e dirigentes da legenda e convoca a sociedade ao pr…