Home Portal Notícias Liderança do PT na Câmara inaugura galeria histórica com fotos de atuais e ex-deputadas do partido

Liderança do PT na Câmara inaugura galeria histórica com fotos de atuais e ex-deputadas do partido

8 min read
0

galeriaDeputadas

Em uma cerimônia carregada de emoção e nostalgia foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (7), no gabinete da liderança do PT na Câmara, uma galeria com a foto das 45 deputadas federais que já atuaram ou que estão no exercício do mandato pelo partido na Casa. No descerramento do painel, estavam presentes as deputadas Moema Gramacho (PT-BA), coordenadora do Núcleo de Mulheres da bancada, Benedita da Silva (PT-RJ) e Margarida Salomão (PT-MG).

Também prestigiaram a cerimônia vários deputados petistas, entre eles o líder do partido, deputado Afonso Florence (BA), além de servidores da liderança e de gabinetes parlamentares. As demais deputadas petistas no atual do exercício do mandato (Ana Perugini/SP, Erika Kokay/DF, Luizianne Lins/CE e Maria do Rosário/RS) não puderam comparecer por motivos que vão desde problemas de saúde a compromissos assumidos anteriormente.

Com a voz rouca por conta da luta nos últimos dias em atos em defesa da democracia e contra a tentativa de golpe ao mandato da presidenta Dilma, Moema Gramacho ressaltou o simbolismo da inauguração da galeria no contexto da história do PT na Câmara.

“O PT tem que se orgulhar, pois esta galeria registra a presença das 45 mulheres do partido que passaram por esta Casa, que ainda é muito machista, mas que, apesar disso, ajudaram a garantir as cotas nas candidaturas para as mulheres e que dentro do nosso partido ajudaram a definir as cotas nos cargos de direção. É verdade que avançamos, mas ainda estamos longe de equilibrarmos a correlação de forças na sociedade”, disse Moema.

Para exemplificar a distorção na representação, a parlamentar baiana lembrou que as mulheres compõem 52% da população, mas que ocupam menos de 10% dos assentos no parlamento brasileiro.

Já a deputada Benedita da Silva, única parlamentar do PT no exercício do mandato que participou da Constituinte de 1988, disse que a inauguração da galeria “é um resgate histórico da participação das mulheres do PT no parlamento”.

“Entre outras coisas, lutamos pela política de cotas, pelos direitos das mulheres, e pelo protagonismo nos movimentos sociais. Eu tive a oportunidade de sair pelas comunidades para dizer que um partido daria vez e voz às mulheres. Hoje temos mulheres presidentes regionais e locais do partido, nos sindicatos, nas associações de moradores e em movimentos sociais. Isso me faz acreditar que estou no partido certo”, confessou a parlamentar carioca.

A deputada Margarida Salomão elogiou a organização do Núcleo de Mulheres da bancada do PT como espaço orgânico de participação das mulheres no parlamento. O núcleo foi criado no ano passado quando na liderança do partido estava o deputado Sibá Machado (AC), também presente no ato de hoje.

“O fato das mulheres terem estabelecido uma organização orgânica expressa, sem dúvida, a vontade de disputar os espaços que tradicionalmente vem sido ocupado pelos homens. Que a inauguração desse painel represente avanços na luta por mais mulheres no parlamento e nos espaços de poder”, disse Sibá.

O líder do PT, deputado Afonso Florence, disse que “a iniciativa faz justiça à luta das mulheres petistas no parlamento, que se destacaram na defesa da democracia e nas conquistas para todo o povo brasileiro”.

Na mesma linha, o deputado Bohn Gass (PT-RS) reafirmou disse que a galeria “é um reconhecimento á luta das bravas companheiras”. “E o PT vai ficar reconhecido na história do Brasil como o primeiro partido que ofereceu dentre os seus quadros a primeira mulher eleita presidenta do Brasil. Isso tem um significado muito grande”, observou.

Também prestigiaram a solenidade os deputados petistas Assis Carvalho (PI), Caetano (BA), Enio Verri (PR), Givaldo Vieira (ES) e Jorge Solla (BA).

Héber Carvalho

Foto: Gustavo Bezerra
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Rogério Correia e Malu Ribeiro, da Fundação SOS Mata Atlântica, analisam crime de Brumadinho