Home Portal Notícias Reginaldo Lopes destaca iniciativas do Governo para combate ao zika vírus; comissão vai acompanhar ações

Reginaldo Lopes destaca iniciativas do Governo para combate ao zika vírus; comissão vai acompanhar ações

5 min read
0

reginaldolopesSalu

O deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) destacou, em plenário, o sucesso do Dia Z de combate à dengue e ao zika vírus, ocorrido em todas as regiões do Brasil, na última sexta-feira (22). O deputado participou da atividade organizada pelo Ministério da Educação, em Belo Horizonte. Ele ministrou uma aula na Unidade Municipal de Educação Infantil Lucas Monteiro Machado, no bairro do Barreiro.

“Quero registrar aqui a importância da comunidade acadêmica, dos estudantes do Brasil, do corpo docente e dos técnicos participarem da campanha. Eles correspondem a uma população de 60 milhões de brasileiros e, partir deles, nós podemos mudar essa dura realidade que é combater o mosquito no Brasil”, afirmou.

A zika, cujos sintomas incluem febre baixa e irritação cutânea, vem sendo associada a casos de microcefalia – uma má-formação cerebral – em recém-nascidos no Brasil, embora a conexão ainda não tenha sido provada.

Comissão Externa – O deputado Reginaldo Lopes aproveitou ainda para registrar a criação de uma comissão externa na Câmara para acompanhar as ações referentes à epidemia de zika vírus e à microcefalia. O deputado do PT de Minas é o autor do primeiro requerimento protocolado na Casa propondo a criação do colegiado.

O colegiado é um espaço de discussão no âmbito legislativo sobre a epidemia que teve início em agosto do ano passado, quando um número grande de casos suspeitos de microcefalia apareceu no Brasil, principalmente na região Nordeste.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde na última terça-feira (23) confirmam 583 casos de bebês com microcefalia ou alterações no sistema nervoso central em 16 estados brasileiros. Até a semana passada, eram 508 as confirmações.

Continuam em investigação 4.107 casos com suspeita de má-formação ou problemas no sistema nervoso, distribuídos por 25 estados do País (apenas Amazonas e Amapá não aparecem na lista). No último relatório, este número estava em 3.935.

Até o momento, 30 mortes de fetos durante a gestação ou após o parto foram confirmadas para microcefalia ou alterações no sistema nervoso. Há outros 80 óbitos em investigação.

O deputado Reginaldo Lopes e a deputada Maria do Rosário (PT-RS) participam da comissão externa.

Vânia Rodrigues

Foto: Salu Parente

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bolsonaro ignora Covid e determina retorno às aulas nas universidades; Bancada do PT reage

Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara reagiu com indignação e veemência à decisão…