Home Portal Notícias Ministros visitarão casas em mobilização nacional contra o Aedes Aegypti

Ministros visitarão casas em mobilização nacional contra o Aedes Aegypti

7 min read
0

Zika Ichiro Guerra

Os ministros do governo federal vão participar, neste sábado (13) de uma grande mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor do vírus da dengue, chikungunya e zika. A ação será realizada, simultaneamente, em 353 municípios brasileiros, com apoio de secretários-executivos, presidentes de estatais e 220 mil militares.

A iniciativa da mobilização – confira a agenda abaixo – é da presidenta Dilma Rousseff, que vai acompanhar toda a ação do Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos 2016. Nesta quinta-feira (11), foi realizada uma reunião para acertar os detalhes do chamado Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Aedes Aegypti.

“Tivemos uma reunião, coordenada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, com todos os ministros, secretários-executivos, presidentes de empresas e autarquias federais. Ou seja, toda a cúpula do governo federal”, relatou o ministro da Saúde, Marcelo Castro. De acordo com ele, o objetivo é que todos estejam bem preparados “para o grande dia”.

Além das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), prefeitos, governadores e, agora, os ministros, a operação vai contar com aproximadamente 46 mil agentes de combate às endemias e 266 mil agentes comunitários de saúde.

Esforço Máximo – “Selecionamos 353 cidades onde faremos essa ação. Cada ministro, cada diretor de empresa irá para uma cidade diferente dos diversos estados. Qual a finalidade dessa grande mobilização? É mostrar que o governo federal, os governos estaduais e os governos municipais estão fazendo o esforço máximo para combater o mosquito”.

Marcelo Castro alerta, no entanto, que nem mesmo esse esforço será suficiente para deter o Aedes Aegypti se a população não se engajar na luta. “É preciso que a sociedade também se mobilize. Mesmo porque dois terços dos criadouros do mosquito estão dentro das residências. Então, o que estamos pedindo? Que as pessoas tirem 15 minutos de um dia por semana – estamos sugerindo que seja no sábado, o sábado da faxina. Com 15 minutos, a pessoa pode percorrer o quintal da sua casa, pode percorrer a sua casa e destruir todos os criadouros, eliminar todos os criadouros do mosquito, para não deixa-lo nascer”.

E, já que não existe vacina e tampouco um remédio contra o zika vírus , a maneira mais eficiente de combater o mosquito é não o deixando nascer. “Há vários exemplos de cidades que conseguiram eliminar o mosquito. Mas, em todos esses casos, houve a participação efetiva da sociedade, que tem de ser um trabalho continuado, permanente, ininterrupto. Nós precisamos vencer essa luta contra o mosquito que está transmitindo três doenças graves: dengue, zika e chikungunya. Nós, governo e sociedade, venceremos o mosquito”, afirma Marcelo Castro.

MINISTROS AEDES

Blog do Planalto

Foto: Ichiro Guerra

 

Ouça o Ministro da Saúde, Marcelo Castro na Rádio PT

” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Rogério Correia e Malu Ribeiro, da Fundação SOS Mata Atlântica, analisam crime de Brumadinho