Home Portal Notícias Restabelecer equilíbrio fiscal e retomar crescimento serão metas de novos ministros empossados hoje

Restabelecer equilíbrio fiscal e retomar crescimento serão metas de novos ministros empossados hoje

6 min read
0

Dilma

Tomaram posse hoje os novos ministros da Fazenda, Nelson Barbosa, e do Planejamento, Valdir Simões, com o desafio de manter o esforço de reorganizar as contas públicas e de resgatar a confiança na retomada do crescimento da economia. Na cerimônia de posse, em Brasília, a presidenta Dilma Rousseff afirmou que a mudança na equipe não altera os caminhos que o País precisa trilhar no sentido de “restabelecer o equilíbrio fiscal, reduzir a inflação, eliminar a incerteza e retomar com urgência o crescimento”.

A presidenta enfatizou os pontos que considera importantes para ajustar os rumos da economia. “Meu compromisso é levar o Brasil a uma vitória sobre a crise, retomando a confiança dos investidores. Para isso existem três orientações imediatas. Trabalhar com metas realistas para construir credibilidade, diminuir dívida pública e retomar crescimento”, disse a presidenta.

Dilma Rousseff agradeceu o trabalho de Joaquim Levy, que deixou o cargo de ministro da Fazenda, e afirmou que a presença dele foi decisiva para ajustes imprescindíveis, como a aprovação de legislação fiscal. Dilma Rousseff afirmou ainda que tem plena confiança na capacidade de Nelson Barbosa. “Não faltará apoio do governo e meu pessoal, porque o sucesso na gestão será do Brasil e do povo brasileiro”, destacou.

O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que está esperançoso na atuação do novo ministro. “Sou confiante que Nelson Barbosa dará conta do recado. O Brasil deve tomar o caminho do crescimento e da produção na economia. Principalmente fazendo investimento e liberando crédito. O horizonte é sombrio, mas as mudanças estão sinalizando exatamente um bom começo”, disse Guimarães.

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara avaliaram como positiva a escolha de Nelson Barbosa para a Fazenda. O deputado Afonso Florence (PT-BA), que participou da cerimônia de posse, afirmou que a trajetória do novo ministro e todas as declarações já feitas por ele até agora “tranquilizam o mercado e acenam para uma nova retomada de investimentos na economia para geração de emprego e renda”.            Para o deputado Enio Verri (PT-PR), o nome de Nelson Barbosa foi uma excelente escolha. “Sua característica desenvolvimentista vai fazer bem ao País neste momento”.

O líder do PT na Câmara, deputado Sibá Machado (AC), participou da cerimônia de posse, no Palácio do Planalto. 

Perfil – O economista Nelson Barbosa, que deixou o Planejamento para assumir a Fazenda, é carioca, tem 46 anos, e é formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com pós-doutorado pela New School for Social Research de Nova York. Na Fazenda, Barbosa já ocupou três secretarias: de Acompanhamento Econômico (2007-2008), de Política Econômica (2008-2010) e Executiva (2011-2013), quando o ministro era Guido Mantega. Antes disso, também ocupou cargos no Ministério do Planejamento e no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Gizele Benitz

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara rejeita texto do Senado e mantém lista de produtos proibidos de exportação durante a pandemia

O plenário da Câmara rejeitou nesta terça-feira (31), as modificações feitas pelo Senado a…