Home Portal Notícias Valmir Assunção saúda popularidade de Lula e critica intolerância disseminada por PSDB e DEM

Valmir Assunção saúda popularidade de Lula e critica intolerância disseminada por PSDB e DEM

3 min read
0

Valmir SaluEm pronunciamento na tribuna, nesta terça-feira (1º), o deputado Valmir Assunção (PT-BA) saudou a popularidade do ex-presidente Lula, que tem recebido inúmeras homenagens Brasil afora, fruto do reconhecimento do povo brasileiro às realizações do seu governo.

“Ele foi à cidade de Valente para ser homenageado pelos pequenos agricultores, assentados de reforma agrária, quilombolas, da Bahia e de todo o Brasil, que estavam lá dando um prêmio ao presidente Lula justamente pelo trabalho que ele fez em prol dos territórios no Brasil e do fortalecimento da agricultura familiar neste País”, disse Valmir.

“Foi uma atividade importante, que representa justamente o reconhecimento de um povo que foi excluído ao longo dos anos e que passou a ter visibilidade e importância exatamente quando o presidente Lula assumiu a Presidência da República”, acrescentou o parlamentar.

Valmir criticou a direita brasileira, que usa o discurso do ódio e a violência como instrumentos da luta política. “Há um setor da sociedade, representado pelo PSDB e pelo DEM, que prega exatamente a intolerância, a raiva, o ódio. É justamente isso que querem introduzir na sociedade”, registrou o deputado baiano, que repreendeu a “irresponsabilidade” dos parlamentares da direita que acusam levianamente o ex-presidente Lula.

“Nós não podemos, só porque supostamente temos imunidade, vir à tribuna acusar as pessoas sem prova. Nós não podemos fazer isso. Nós precisamos ser responsáveis com a democracia que nós estamos construindo”, concluiu Valmir Assunção.

Rogério Tomaz Jr.
Foto: Salu parente/PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas criticam canetada que eleva salário de Bolsonaro e ministros em até 69% acima do teto

Em plena pandemia da Covid-19, com mais de 14 milhões de brasileiros desempregados e um au…