Home Portal Notícias Sibá e Benedita defendem maior cooperação e estreitamento das relações entre Brasil e África

Sibá e Benedita defendem maior cooperação e estreitamento das relações entre Brasil e África

5 min read
0

angola saluO líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), e a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) destacaram nesta terça-feira (1º) a importância do estreitamento das relações entre o Brasil e a África, um dos pontos centrais da política externa inaugurada pelo PT em 2003, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “As relações são densas e podem ser incrementadas com diferentes projetos de cooperação em áreas como agricultura, saúde e educação”, disse o líder.

As observações de Sibá foram feitas durante encontro com uma delegação de Angola integrada pelo governador da província de Kuando Kubango, Francisco Carneiro, a deputada Ruth Mendes, o embaixador no Brasil, Nelson Cosme, e diplomatas angolanos. Da bancada do PT, além de Benedita, que é presidenta da Frente Parlamentar Mista Brasil-África com Participação Popular de Enfrentamento ao Racismo, também participou o deputado Luiz Sérgio (RJ). O presidente do grupo parlamentar Brasil e Angola, deputado Marcio Marinho (PRB-DF), também esteve presente.

Sibá disse que, a despeito das dificuldades econômicas que o Brasil enfrenta momentaneamente, é possível avançar na realização de projetos com os países africanos, no âmbito da estratégia Sul—Sul defendida pela diplomacia brasileira. Foi com base nessa política que, entre 2003 e 2013, o Brasil realizou mais de 600 projetos de transferência de conhecimento e tecnologia em 43 nações africanas. Em 2002, último ano do governo FHC (PSDB) eram 21 em seis países. Os maiores projetos de cooperação são realizados em conjunto com o Senai, a Embrapa e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Para o governador Francisco Carneiro, o idioma comum é um estimulo a mais para a parceria econômica, comercial e técnica entre Brasil e Angola, além da confiança mútua construída ao longo de 40 anos. Ele lembrou que o Brasil foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola, em 1975. 

De 2003 a 2012, o comércio exterior com a África cresceu de US$ 6 bilhões para US$ 26,5 bilhões. No período, pelo menos 500 empresas nacionais se instalaram em países africanos, disputando o mercado com Estados Unidos, Europa e países emergentes como China e Índia.

PT na Câmara
Foto: Salu parente/PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…