Home Portal Notícias Conferência Nacional de Saúde começa nesta terça com desafio do financiamento como principal tema

Conferência Nacional de Saúde começa nesta terça com desafio do financiamento como principal tema

10 min read
0

 

conferencia saude 2011

Milhares de militantes da saúde pública brasileira – entre gestores, trabalhadores e representantes de movimentos sociais – abrem nesta terça-feira (1º) o maior e mais importante processo democrático de construção do Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se da 15ª Conferência Nacional de Saúde, que ocorrerá em Brasília, até a próxima sexta-feira (4), e terá como tema “Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas – Direito do povo brasileiro”.

Para entender a dimensão do evento, foi a oitava edição da conferência, em 1986, que deu as bases e fortaleceu todo o movimento de pressão sobre o Congresso – durante a Assembleia Nacional Constituinte – para incluir na Constituição de 1988 a emenda popular que define a saúde como “direito do cidadão e dever do Estado”, princípio consagrado no artigo 196 da Carta Magna.

O principal objetivo das conferências é avaliar a situação da saúde e propor diretrizes para a formulação de políticas públicas para municípios, estados e União. A partir da relevante participação social e do caráter democrático das conferências, suas deliberações servem como parâmetro orientador na elaboração dos planos de saúde de cada ente federado e na definição de ações prioritárias para a área.

“A 15ª Conferência está dentro de um processo de fortalecimento do controle social do SUS. Fazendo uma análise da 14ª Conferência, ocorrida em 2011, a gente observa que uma das consequências daquele debate foi a formulação do programa Mais Médicos, já que um dos principais temas abordados foi a reivindicação por um acesso adequado à saúde em tempo oportuno”, explica o deputado Odorico Monteiro (PT-CE), que na última conferência era secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde.

Segundo o parlamentar, a 15ª Conferência será realizada num ambiente de reafirmação da participação e do controle do SUS. “Vivemos um contexto de grandes restrições orçamentárias, e essa mobilização da 15ª pode ser estratégica e fundamental para reforçar a necessidade de financiamento estável para o sistema público de saúde”, argumentou o deputado.

Odorico citou como possibilidade de obter essa estabilidade a aprovação da PEC 01/15, que aumenta o piso federal com ações e serviços públicos de saúde de 15% sobre a receita corrente líquida para 18,7%. O aumento seria gradual em cinco anos. Atualmente, segundo a emenda constitucional 86, o percentual a ser atingido pela união é de 15% das receitas líquidas de forma escalonada – começando com 13,2% em 2016 e atingindo os 15% somente em 2020.

Participação – As conferências são construídas de forma ascendente, com etapas municipais, estaduais e, finalmente, concluídas com a etapa nacional. Todas elas fazem parte de um processo contínuo que envolve de forma ampla todos os setores que se relacionam com a saúde pública brasileira – de instâncias do governo a usuários e trabalhadores do sistema, assim como entidades representativas dos diversos segmentos da área.

As conferências reforçam o caráter participativo da gestão do SUS, caracterizando-se como uma forma de ampliação do controle social sobre o Estado, que, em última instância, depende da participação da sociedade no exercício dos direitos de cidadania. Acima de tudo, elas reforçam a cultura de participação social em espaços institucionalizados.

A primeira conferência de saúde ocorreu em 1941 e a obrigatoriedade da realização das conferências foi mantida pela Lei 8.142/90, que consagrou essas instâncias como colegiados de representantes dos vários atores sociais, com a missão de avaliar e propor diretrizes para a formulação da política de saúde.

Confira programação completa da conferência no site: http://conferenciasaude15.org.br

 

Ouça o Deputado Odorico Monteiro a Rádio PT

” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Programa “Future-se” do governo Bolsonaro é uma ameaça à Universidade pública, adverte Margarida Salomão

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) fez hoje (19) severas críticas ao programa Future-se,…