Home Portal Notícias Minas adere a plano para impulsionar exportações; Adelmo Leão elogia Pimentel

Minas adere a plano para impulsionar exportações; Adelmo Leão elogia Pimentel

5 min read
0
AdelmoLeao
 
O deputado Adelmo Leão (PT-MG)  elogiou nesta quarta-feira (5)  o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), por incluir o estado no Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE). “Trata-se de uma iniciativa estratégica, para impulsionar a economia mineira, gerando empregos e renda no estado, além de ajudar o País a obter divisas e ter mais presença no mercado mundial”, disse o parlamentar.
 
O lançamento regional do programa foi realizado nesta quarta-feira (5), em Belo Horizonte. Minas é o primeiro estado da federação a aderir ao programa. Durante a solenidade, o governador Fernando Pimentel e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, assinaram memorando de entendimentos que cria o Comitê Gestor do PNCE em Minas. O  principal objetivo é ampliar a participação do País no comércio internacional.
 
Novo modelo – Segundo Adelmo, o governo Pimentel tem dado outra feição a Minas Gerais, rompendo com o modelo tucano que vigorou no estado durante 12 anos e gerou vários problemas, entre eles o caos na segurança pública e um rombo de R$ 7,2  bilhões nas contas do tesouro estadual.
 
“O PNCE encaixa-se numa estratégia de garantir uma nova projeção do estado na economia nacional, com integração de cadeias produtivas e melhor utilização das potencialidades de Minas’’, disse Adelmo. “Minas Gerais vai dar um salto em seu desenvolvimento com o governo do PT”, disse.
 
“O ministro, ao escolher Minas Gerais para ser o primeiro estado a instalar o plano, nos dá uma responsabilidade enorme, mas também nos dá uma oportunidade de mostrar que temos condições de enfrentar os desafios que estão postos nos cenários econômico, político e social do Brasil, para sermos uma referência nacional”, destacou Pimentel.
 
O governador ressaltou a importância de se criar uma governança integrada entre os setores produtivos, poder público e iniciativa privada. “A ideia do plano vem em uma hora muito apropriada. É importante construir uma governança integrada e atuar naquilo que somos mais fracos no Brasil, que é a capacitação dos agentes exportadores e das empresas produtivas, para melhorar o conhecimento relativo aos mecanismos de acesso aos mercados internacionais e os acordos de preferências tarifárias”, afirmou. 
 
O PNCE foi lançado em 2012 pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), quando o ministro era Fernando Pimentel. Em junho deste ano, foi integrado ao Plano Brasil Maior, que tem por meta diversificar as exportações do País. 
 
 
Equipe PT na Câmara, com agência Minas

Foto: Gustavo Bezerra
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

 
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel faz apelo na Câmara em defesa da Petrobras e contra a política de desativação no Nordeste

Durante a sessão remota da Câmara, nessa semana, o deputado federal João Daniel (PT-SE) re…