Home Portal Notícias Petistas homenageiam líder extrativista do Acre

Petistas homenageiam líder extrativista do Acre

6 min read
0

homenagem wilson

Os deputados Leo de Brito (PT-AC) e Angelim (PT-AC) lembraram, no plenário da Câmara, a luta por justiça social e pelo direito à posse da terra travada pelo líder dos trabalhadores rurais e extrativistas do Acre, Wilson de Souza Pinheiro. Segundo eles, a luta foi fundamental para o desenvolvimento econômico e social experimentado pelo Estado nas últimas décadas. As declarações ocorreram durante sessão solene realizada na última sexta-feira (17), que lembrou a passagem de 35 anos da morte de Wilson Pinheiro. O deputado Léo de Brito foi o autor da iniciativa.

Durante a sessão, os parlamentares ressaltaram ainda que o próprio conceito e a política de desenvolvimento sustentável que tem norteado as ações dos últimos governos acreanos trazem as digitais do líder sindical e político, assassinado em 21 de julho de 1980. Wilson Pinheiro, – que também foi presidente da Comissão Municipal Provisória do PT do município de Brasiléia e fundador do partido no Acre-, foi morto com um tiro na nuca e, pelas costas, a mando de um fazendeiro da região.

“Se hoje no Acre adotamos, há mais de uma década, um modelo de desenvolvimento sustentável, com crescimento econômico, inclusão social, respeito aos trabalhadores, ao meio ambiente e às culturas tradicionais, devemos, em grande medida, aos companheiros Wilson Pinheiro, Chico Mendes e Ivair Higino e tantos outros que, infelizmente, tiveram que morrer por uma grande causa”, afirmou Léo de Brito.

Na mesma linha, o deputado Angelim destacou que muito do desenvolvimento socioeconômico sustentável, de demarcação de reservas, de consciência ambiental experimentado pelo Acre “é legado da luta de Wilson Pinheiro”. “Passados 35 anos do martírio de Wilson Pinheiro, muita coisa mudou no Acre. Muitos tombaram antes que pudéssemos construir um projeto vitorioso de democracia, onde prevalece a vontade do povo e onde a convivência sustentável com a floresta é um valor inarredável de nossas vidas”, ressaltou.

O deputado Léo de Brito destacou ainda que a luta de Wilson Pinheiro contribuiu para que o Acre tenha se tornado um Estado que “cresce, distribui renda e, ao mesmo tempo, tem 87% do seu território coberto por florestas”. “A Região do Alto Acre, onde viveu Wilson Pinheiro, é um dos maiores polos de desenvolvimento sustentável do Estado nos dias atuais”, lembrou.

História- Wilson Pinheiro ficou conhecido como o líder do Mutirão contra a Jagunçada, quando centenas de trabalhadores enfrentaram e desarmaram os pistoleiros que ameaçavam os posseiros da região. As armas recolhidas foram entregues ao Exército.

A ação foi uma das primeiras iniciativas de resistência popular contra a política de ocupação da Amazônia patrocinada pelo regime militar vigente.

Héber Carvalho

Foto: Gustavo Lima/CD

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

TCU determina que Ministério da Saúde apresente plano estratégico de combate à pandemia

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nessa quarta-feira (21), que o Ministério d…