Home Portal Notícias Relator é contra adiamento da vigência do novo Código de Processo Civil

Relator é contra adiamento da vigência do novo Código de Processo Civil

4 min read
0
PauloTeixeiraCodigoCivil
 
O relator da comissão que analisou a reforma do Código de Processo Civil, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), disse que é contra o adiamento da vigência do texto, prevista para março de 2016. Ele ressaltou que o novo código traz instrumentos para acelerar a tramitação dos processos na Justiça, dar qualidade às decisões e tratamento isonômico a todos os cidadãos.
 
A declaração foi feita após os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Dias Toffoli defenderem o adiamento da vigência, durante reunião nesta terça-feira com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ. Mendes disse que poderá haver sobrecarga de trabalho por causa do dispositivo que transfere a análise da admissibilidade de recursos, hoje feita pelo tribunal de origem, para o STF e para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).
 
“As vantagens do Código são muito maiores do que esse problema que, aliás, não é um problema que tem consenso nos tribunais superiores”, disse Teixeira.
 
Ele ressaltou, no entanto, que não descarta a alteração do dispositivo criticado pelos ministros. “Num código que possui 1072 artigos, qual o problema de se mudar um único artigo, que é o causador dessa discussão?”, sugeriu o parlamentar.
 
PT na Câmara com Agência Câmara 

Foto: Gustavo Bezerra
Mais fotos: www.flickr.com/photos/ptnacamara

 

Ouça o Deputado Paulo Teixeira na Rádio PT

” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel denuncia que regularização fundiária proposta por Bolsonaro acentua injustiça agrária

A preocupação com a medida provisória (MP 910/19), editada esta semana pelo governo federa…