Home Portal Notícias Bohn Gass critica artigo de Aécio “é de dar risada” e compara governos do PT e do PSDB

Bohn Gass critica artigo de Aécio “é de dar risada” e compara governos do PT e do PSDB

5 min read
0
BohnGassGushta
Foto: Gustavo Bezerra
 
O deputado Bohn Gass (PT-RS) discursou na Câmara para comentar artigo do senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG) publicado na Folha de São Paulo nesta semana em que afirma que o populismo do PT está chegando ao bolso dos brasileiros.  “Para os tucanos é assim: governos não devem gastar dinheiro para melhorar a vida do povo. Se fizerem isso são populistas”, comentou Bohn Gass.
 
“Será por isso que a vida dos brasileiros não melhorou nos tempos de FHC? Porque FHC não queria ser populista?”, questionou o deputado do PT.  Para Bohn Gass, é preferível mil vezes ser chamado de populista e levar filho de pedreiro à universidade, do que ser elitista e nem uma universidade criar!
 
Bohn Gass  destacou ainda na sua fala temas citados por Aécio como parte de nossos problemas atuais: queda do salário real; aumento do desemprego; aceleração da inflação. “Pois bem, eu topo o debate do presidente tucano”, disse, comparando os governos do PT com os do ex-presidente Fernando Henrique Cardozo.  “Salário mínimo: o de FHC era 200 reais. O de Lula e Dilma é 788! Desemprego: no governo tucano: 12,6%. No nosso, menos de 7%, lembrando que em plena crise mundial, chegamos a registrar os menos índices da história! Inflação: com FHC e o PSDB: 12,5% ao ano. Com o PT, nunca nem perto dos dois dígitos! E Aécio ainda usa nossos indicadores para dizer que o país está se deteriorando”, criticou.
 
Para Bohn Gass, o tucano ousa falar de arrocho, mas é de dar risada. “Pergunte a qualquer trabalhador, público ou privado, de qualquer área, de qualquer lugar do Brasil, como era o salário nos tempos tucanos e como é depois de Lula e Dilma”, provocou.
 
Para ele, a desfaçatez de Aécio não tem fim.  “Ele fala em corte de benefícios trabalhistas. Ora vejam só: o partido dele acaba de votar em peso pela terceirização que é o maior ataque à Consolidação das Leis Trabalhistas em 70 anos, e Aécio vem falar de direitos do trabalhador???”, questionou. 
 
Para concluir,  Bonh Gass lembrou parte do texto de Aécio em que ele pinta um Brasil mais pobre.
 
“Mais pobre, senador? O senhor tem certeza? Quando o PSDB deixou o governo, o Brasil tinha menos de 40 bilhões de dólares em reservas internacionais e hoje, com Lula e Dilma, nossas reservas superam os 370 bilhões. E os 30 milhões de brasileiros que nos governos do PT retiraram da pobreza extrema, onde ficam senador Aécio?”, finalizou o deputado. 
  
PT na Câmara
 
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT e PSOL cobram do governo Bolsonaro explicações sobre ‘boquinha’ para irmãos Weintraub na OEA e no Banco Mundial

O deputado Rogério Correia (PT-MG) e a deputada Áurea Carolina (PSOL-MG) protocolaram hoje…