Home Portal Notícias Ministra da Igualdade Racial destaca avanços na atenção à saúde da população negra

Ministra da Igualdade Racial destaca avanços na atenção à saúde da população negra

9 min read
0

Benedita NilmaGushta

Foto: Gustavo Bezerra

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), Nilma Lino Gomes, apresentou nesta quarta-feira (6) na Câmara as ações da pasta relativas ao acompanhamento da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, aprovada em 2006 pelo Conselho Nacional de Saúde. A exposição inaugurou os trabalhos da Subcomissão destinada a Avaliar as Políticas de Assistência Social e Saúde da População Negra, presidida pela deputada Benedita da Silva (PT-RJ). O colegiado faz parte da Comissão de Seguridade Social e Família. 

Entre as principais ações apresentadas pela ministra está a cooperação com o Fundo das Nações Unidas para as Populações (UNFPA) para o mapeamento e criação de banco de dados nacional de pesquisadores em saúde da população negra, e o mapeamento dos gestores de saúde da população negra em todos os estados. A SEPPIR participa de conselhos, comitês e comissões que tratam da saúde da população negra.

“Em parceria com o ministério da Saúde a SEPPIR também acompanha as ações voltadas às mulheres negras por meio do Programa Rede Cegonha, e já firmou protocolo de intenções com a pasta para a implementação da campanha Igualdade Racial é pra Valer”, ressaltou Nilma Gomes.

Dentre as ações voltadas a saúde da população negra que já surtiram efeito, segundo a ministra, também está a criação do Grupo de Trabalho Racismo e Saúde Mental. A iniciativa analisa e propõe aos profissionais da Rede de Atenção Psicossocial a adoção de práticas que reconheçam o racismo como causador de sofrimento psíquico. “Essa ação é muito importante porque o racismo pode gerar consequências psíquicas em quem sofre a violência”, afirmou a ministra da SEPPIR.

Ainda na área da saúde, Nilma Lino Gomes destacou o lançamento da revista Painel de Indicadores, que trata do perfil epidemiológico da população negra- com foco na juventude e nas mulheres; além da oferta do curso online Saúde da População Negra, voltado aos profissionais de saúde da Atenção Básica. A SEPPIR também participou do lançamento da campanha, Racismo faz Mal a Saúde, cujo objetivo é enfrentar o racismo institucional no SUS e garantir o atendimento humanizado da população negra na rede.

Desafios- Entre os desafios da SEPPIR para melhorar o atendimento à população negra, a ministra Nilma Gomes destacou a luta pela obrigatoriedade da utilização do padrão raça/cor em formulários e levantamentos do governo para balizar as ações na área da saúde.

Durante a reunião a ministra citou o tratamento à anemia falciforme como uma das prioridades no atendimento a população negra. A doença é decorrente de uma mutação genética ocorrida há milhares de anos, no continente africano. Estima-se que entre 2% a 6% da população brasileira tenha a doença, entre a população negra o índice varia de 6% a 10%.

Para a deputada Benedita da Silva, a reunião contribuiu com o objetivo do colegiado. “A visita da ministra em muito contribui para o debate da assistência à saúde da população negra. E para aqueles contrários a essa discussão digo que a questão racial não é revanchismo, mas sim o resgate das injustiças cometidas”, explicou.

Héber Carvalho

 

Ouça a Ministra Nima Lino na Rádio PT

” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]” bg=”dd1a22″ leftbg=”dd1a22″ lefticon=”294781″ track=”ff1b2c” tracker=”ffff00″ text=”000000″ righticon=”294781″ width=”300″ rightbg=”408080″ volslider=”ffffff” skip=”ffffff”]

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Gleisi avalia eleições: “PT e esquerdas precisam se fortalecer para enfrentar o que vem por aí” 

Em entrevista concedida ao cientista político Alberto Carlos Almeida, a presidenta naciona…