Home Portal Notícias Zé Geraldo critica ofensiva conservadora contra o PT e ressalta avanços dos governos petistas

Zé Geraldo critica ofensiva conservadora contra o PT e ressalta avanços dos governos petistas

9 min read
0

ze geraldo beto oliveira
Na véspera do Dia dos Trabalhadores, o deputado Zé Geraldo (PT-PA) prestou uma homenagem na tribuna da Câmara dos Deputados à aguerrida luta do Partido dos Trabalhadores para continuar provendo os avanços sociais e econômicos no Brasil, sobretudo diante da ofensiva e do boicote constante da oposição e dos setores conservadores após a nova derrota nas eleições de outubro passado.  “Em todos os jornais do País e nos demais meios de comunicação nos estados, o PT enfrenta uma ofensiva que, na grande maioria das vezes, não é verdadeira”, afirmou Zé Geraldo.

Como exemplo mais recente, o parlamentar citou a aprovação da medida provisória (MP 665/14) que promove alteração nas regras do seguro-desemprego, abono salarial e seguro-defeso para pescadores. A MP foi aprovada esta semana na comissão especial da qual Zé Geraldo é presidente. “A oposição foi para lá organizada para impedir a votação, porque se não fosse votada a medida provisória perderia o prazo. O objetivo era exatamente desmoralizar o governo”, detalhou.

Zé Geraldo ressaltou que, nas falas que são replicadas nas rádios e nos jornais, prevalece equivocadamente a versão negativa acerca das medidas. “Muito pelo contrário, as medidas são para fazer com que este País possa continuar garantindo os programas sociais, que são muito importantes. Na maioria, eles foram criados no governo do presidente Lula. O seguro-defeso, no Pará, por exemplo, e em todo o Brasil, exceto para pescadores de lagosta e de outras espécies, era de três meses”.

O deputado lembrou que foi no governo do PT que o seguro-defeso foi ampliado para quatro meses. Explicou ainda que a intenção da MP em promover ajustes no benefício se justifica na necessidade de moralizar sua concessão. “O que acontece é que nesses últimos três anos tivemos trezentos mil, quatrocentos mil ingressos nessa categoria de pescadores para receber o seguro, mas que não são pescadores. Alguns são taxistas, são comerciantes, são agricultores que não pescam – existem agricultores que pescam e são agricultores. Há situações assim”, revelou o petista, ao tratar da necessidade de moralizar a questão.

“Partindo para o extremo, a oposição – mostrou Zé Geraldo – tem jogado duro, tem falado, em impeachment, tem defendido a volta da ditadura militar, tem propagado calúnia e promovido difamação. Não é fácil para um governo que está começando um novo período”, acrescentou.

Para Zé Geraldo, é natural que, depois de 4, 8, 12 anos, qualquer governo precise alinhar algumas políticas para continuar ampliando conquistas. Porém, o deputado apontou que, independentemente do resultado das ações do governo, a oposição está sempre pronta para o ataque.

“Quantos deputados e quantos senadores trabalharam dia e noite para inviabilizar o programa Mais Médicos? Visitem os mais de 2 mil municípios neste Brasil que receberam o Mais Médicos e vejam se existe algum prefeito ou prefeita insatisfeita. Quanto esses prefeitos estão economizando! Lá, no estado do Pará, um médico para trabalhar no interior cobra de R$ 20 mil acima, um médico recém-formado e sem especialidade, R$ 20mil, R$ 30 mil, e há municípios recebendo quatro, cinco, seis, sete médicos. Médicos cubanos preparados para fazer a atenção básica, não formados só com a cabeça de ganhar dinheiro”, detalhou.

Após citar outros programas governamentais que melhorou consideravelmente a vida dos brasileiros, Zé Geraldo sugeriu durante seu discurso a criação de um PAC para a reforma agrária. “Venho dizendo isso há uns dois anos. Tenho dito para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, para o Planejamento do nosso governo: temos que criar o PAC da Reforma Agrária, dinheiro para comprar terras, dinheiro para fazer estradas e pontes em assentamentos de reforma agrária”.

Diante das conquistas de mais de uma década no governo federal, o petista disse que, apesar de o PT está sendo “metralhado”, o partido continuará de pé. “Vamos continuar resistindo e vamos ,com certeza, ajeitar tudo que tem que ser ajeitado, aprimorado, e vamos continuar governando o Brasil para a maioria do povo brasileiro, já que amanhã comemoramos o Dia do Trabalhador!”.

PT na Câmara
Foto: Beto Oliveira/Agência Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…