Home Portal Notícias Pimenta visita Complexo do Alemão e defende maior participação dos moradores nas decisões sobre a comunidade

Pimenta visita Complexo do Alemão e defende maior participação dos moradores nas decisões sobre a comunidade

6 min read
0

pimenta alemaoO presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), esteve nesta segunda-feira (6) no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ). O objetivo principal da visita foi ouvir vítimas da violência local e lideranças comunitárias, especialmente sobre a morte do menino Eduardo de Jesus Ferreira, na semana passada.

Pimenta propôs a maior participação do Congresso e do Governo Federal na discussão da segurança pública do Rio de Janeiro, bem como das próprias comunidades na elaboração e implementação de políticas públicas nas áreas mais vulneráveis da cidade e do estado.

“A comunidade precisa ser ouvida, precisa participar mais da implementação das políticas públicas. Não basta apenas aumentar o policiamento. E a Comissão de Direitos Humanos tem a obrigação de contribuir para que isso aconteça”, argumentou o deputado gaúcho.

Além da visita ao Alemão, que incluiu passagem pelo local onde Eduardo de Jesus foi baleado, Paulo Pimenta participou de reunião com lideranças comunitárias juntamente com o deputado estadual Marcelo Freixo (PSol), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), e do deputado Jean Wyllys (PSol-RJ), integrante da CDHM. “Conheci muitas pessoas que trabalham com cultura e arte, que fazem trabalhos sociais e elas querem ser felizes onde moram. E o Brasil inteiro torce para que a experiência do Morro do Alemão dê certo, para que as pessoas possam viver em paz, com justiça, com alegria”, relatou Pimenta.

Na reunião com os parlamentares, familiares de vítimas da letalidade no Alemão contaram várias histórias de mortes não elucidadas. As recentes mortes geraram protestos dos moradores da comunidade e as manifestações foram fortemente reprimidas pela polícia.

Paulo Pimenta considerou grave o fato de que essas famílias não tenham sido procuradas por agentes do poder público para receber a devida assistência. Para o presidente da CDHM, é fundamental a aproximação do Ministério da Justiça e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República junto às autoridades do Rio de Janeiro na pauta da segurança pública, bem como a retomada do projeto de construção do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no Complexo e a implementação de um grande projeto de inclusão social voltado para a comunidade.

Tanto a CDH/Alerj quanto a CDHM irão realizar, na própria comunidade do Alemão, audiências públicas, em datas ainda não definidas, para ouvir a pauta de reivindicações da população local.

PT na Câmara com Assessoria Parlamentar

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Núcleo Agrário do PT defende votar com urgência projetos para socorrer agricultores familiares

Com o pedido de urgência aprovado, a Bancada do PT na Câmara – juntamente com o Núcl…