Home Portal Notícias Ato na Câmara pede valorização e parcerias para a agricultura familiar

Ato na Câmara pede valorização e parcerias para a agricultura familiar

5 min read
0

ato agricultura viola-jr

FOTO: VIOLA JR

Para marcar o Ano Internacional da Agricultura Familiar, celebrado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2014, parlamentares militantes ou apoiadores das lutas camponesas realizaram um ato público na Câmara, nesta quarta-feira (26).

O autor da iniciativa, deputado Assis do Couto (PT-PR), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, destacou a saída do Brasil do Mapa da Fome no mundo, fato anunciado em setembro, e enalteceu a importância da agricultura familiar. “Nós saímos dessa que é uma vergonha nacional e mundial e estamos superando isso graças a medidas de governo que levam em conta a distribuição de renda, a geração de emprego, os programas sociais e, sobretudo, o fortalecimento da agricultura familiar”, comemorou Assis do Couto.

O deputado Anselmo de Jesus (PT-RO) lembrou que a agricultura familiar “garante a empregabilidade no campo e a segurança alimentar” de boa parte da sociedade brasileira, mas ressaltou que ainda há muitas dificuldades a serem superadas pelo setor. “Avançamos bastante com vários programas e leis que vieram proteger a agricultura familiar, mas ainda não tratamos esse setor tão importante da forma que ele merece ser reconhecido”, registrou o parlamentar de Rondônia.

Para o deputado Bohn Gass (PT-RS), é preciso “consolidar a ideia da produção sustentável com renda, do comércio justo e do consumo consciente” como modelo predominante no País. “Precisamos afirmar uma agricultura de gente, de pessoas, de homens e mulheres que têm direitos. O nosso desafio é confirmar esse projeto de sustentabilidade contra o golpismo do agronegócio e o golpismo midiático”, defendeu Bohn Gass.

Já o deputado Padre João (PT-MG), coordenador da Frente Parlamentar da Segurança Alimentar e Nutricional do Congresso Nacional, avalia que são necessárias mais parcerias institucionais para o fortalecimento da agricultura familiar. “Esperamos ter mais parceiros. O MEC [Ministério da Educação] tem que ser mais parceiro da agricultura familiar, assim como o Ministério da Saúde e a Anvisa, o Ministério do Meio Ambiente e a Anvisa e até mesmo o Ministério da Agricultura precisa ser mais parceiro da agricultura familiar. É isso que esperamos do governo”, disse Padre João.

O ato ocorreu na sequência do seminário “Direito Humano à Alimentação Adequada e Agricultura Familiar”, que contou com a participação de agricultores de vários estados do Brasil e apresentou ao final uma carta aberta propondo várias medidas para fortalecer a agricultura familiar. Confira a íntegra da carta no site da CDHM: www.camara.leg.br/cdh

Também participaram do seminário e do ato ou do seminário a deputada Luci Choinacki (PT-SC) e os deputados Fernando Ferro (PT-PE), Marcon (PT-RS) e Valmir Assunção (PT-BA).

Rogério Tomaz Jr.

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Depoimento de Lula na Justiça Federal comprova perseguição, avaliam petista

Parlamentares da Bancada do PT se revezaram na tribuna da Câmara, na tarde desta quarta-fe…