Home Portal Notícias Vicentinho critica chororô da oposição

Vicentinho critica chororô da oposição

6 min read
0

vicentinho-plenario-13-02-14

O líder do PT na Câmara, deputado Vicentinho (SP), rebateu hoje (25) a onda de pessimismo que a oposição e setores da mídia têm tentado disseminar pelo País, distorcendo ou omitindo informações positivas sobre a economia brasileira. “A oposição , que perdeu as eleições, pode espernear, mas não pode ficar infeliz quando o Brasil vai bem”, disse.

Ele citou como exemplo o aumento dos investimentos estrangeiros diretos (IED) no Brasil e a diminuição da taxa de desemprego simultaneamente ao aumento da renda dos assalariados.

Vicentinho mencionou relatório do Banco Central que comprova que a economia brasileira continua sólida, com grandes reservas internacionais e uma dívida bruta pequena, quando comparada a outros países. Nesse cenário, chama a atenção o aumento do IED, voltado para a produção e não para a especulação financeira.

Vicentinho lembrou que, de janeiro a agosto deste ano, o IED aumentou 8% sobre o mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 51 bilhões. “O dado mostra que o Brasil continua sendo um dos principais destinos dos investidores estrangeiros”, disse o líder.

Fluxo de investimentos – Segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), o Brasil foi o único país latino-americano em que o IED aumentou, pois, na região como um todo, os investimentos estrangeiros caíram 23%, observou o líder do PT. Ele destacou a importância do aumento do IED no País justamente num momento de crise global.

Nos últimos 12 meses, o IED, que gera emprego e renda, atingiu US$ 66,5 bilhões, segundo dados do BC. O nível é o mesmo de 2011, quando o mundo tratava o Brasil como favorito entre economias emergentes. Em 2010, quando o PIB se expandiu 7,5%, o IED ficou na casa dos US$ 48 bilhões.

Vicentinho frisou também que, graças à política econômica e outras ações do governo Dilma, o Brasil tem conseguido atravessar a crise mundial com aumento da geração de empregos e da renda dos assalariados. Citou dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) referentes a outubro, que mostram que não apenas o desemprego continua caindo (em um quadro de pleno emprego), como a renda real do trabalhador também cresce.

O desemprego caiu para 4,7% no mês de outubro de acordo com a Pesquisa Mensal de Emprego, sendo o terceiro menor índice da história e o menor para o mês. Ainda de acordo com o IBGE a população ocupada chegou a 23,3 milhões de pessoas, registrando uma alta de 0,8% em relação a setembro e ficou estável quando comparada a outubro de 2013.

“Nosso governo se dedica aos trabalhadores, somos a 7º economia do mundo e optamos por não arrochar os assalariados, valorizando emprego e salário”, disse o líder do PT. ”Temos conseguido avançar para garantir a melhoria da qualidade de vida de todos os brasileiros”. Ele lembrou que à época do governo do PSDB/FHC (1995/2002), o salário mínimo era pouco mais de 70 dólares e hoje, com o PT e aliados, ultrapassa 300 dólares.

A renda média dos brasileiros também cresceu, indo de R$2.075,39 em setembro para R$2.122,10 em outubro e atingindo nível recorde para a série histórica, iniciada em 2012. Com relação a outubro do ano passado, o crescimento foi de 4%.

Equipe PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

A fome não pode esperar: Governo tem de pagar imediatamente seguro-quarentena

Líderes do PT criticam a burocracia da equipe econômica em liberar a renda emergencial de …