Home Portal Notícias Fernando Ferro elogia postura de Dilma sobre desdobramento da Operação Lava Jato

Fernando Ferro elogia postura de Dilma sobre desdobramento da Operação Lava Jato

5 min read
0

fernandoferrotribuna

O deputado Fernando Ferro (PT-PE) elogiou em pronunciamento no plenário as declarações feitas no domingo pela presidenta Dilma Rousseff sobre os desdobramentos da Operação Lava Jato. De acordo com a presidenta da República, a investigação mudará para sempre a relação entre a sociedade brasileira, o Estado brasileiro e a empresa privada porque acabará com a impunidade.

Para Fernando Ferro, a investigação será feita com todo o rigor necessário. “A presidenta Dilma Rousseff já deixou claro que não ficará pedra sobre pedra nessa investigação. A Polícia Federal no nosso governo não joga para debaixo do tapete e o Ministério Público também não vai ficar engavetando ações contra quem quer que seja. Queremos que a investigação seja feita com todo rigor para punir quem  errou, quem cometeu ilícito, porque é assim que aprofundamos a democracia, é assim que vamos construir um país melhor. Não temos medo de nenhuma investigação”, disse o petista.

Na avaliação do parlamentar, “em um sistema  capitalista há uma tendência, sim, à corrupção. E aqueles grupos poderosos geralmente tendem a monopolizar e a organizar a participação nos certames de licitação e de concorrência de obras públicas”.

Portanto, acrescentou Fernando Ferro, agora é o momento para se  fazer uma discussão sobre essa relação público-privada. “Escândalos envolvendo empresas não acontecem só  no Brasil. Temos casos de empresas como a Enron, a Siemens e outras que  foram envolvidas em escândalos em seus países, na Europa e nos Estados Unidos”, disse.

Delegados – Mas, o petista alertou para algo que, de acordo com ele, é preocupante. “Os chamados delegados dessa Operação  Lava Jato, pelo menos quatro deles, aparecem na mídia, na Internet, como apoiadores de Aécio Neves. Essa é uma atitude, no mínimo, suspeita para alguém que deveria estar, pela função que exerce de cargo de delegado,  omitindo-se de publicamente se manifestar a favor de tal ou qual candidatura. Não estamos colocando sob suspeita a Operação Lava Jato, mas eu louvo a atitude do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo,  que pediu uma investigação também sobre isso”, afirmou o parlamentar do PT.

Gilmar Mendes – O deputado Fernando Ferro também cobrou, publicamente, um posicionamento do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que, de acordo com ele, paralisou o processo que trata sobre a proibição da contribuição de empresários em campanha política.

“Que coisa  irônica. O ministro Gilmar Mendes não quer que se derrote essa possibilidade de participação de empresários em campanha ao sentar em cima dessa proposta e impedir que o STF julgue isso. De certa maneira, ele colabora com essa cultura de promiscuidade entre o público e o privado. Estamos cobrando, publicamente, que o ministro Gilmar Mendes devolva o processo para ser encerrado o julgamento na Suprema Corte sobre a contribuição de empresas privadas em campanhas políticas, que é o cerne das denúncias que estão colocadas”, afirmou Fernando Ferro.

Gizele Benitz

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Cooperação entre procuradores americanos e brasileiros contra Lula foi ilegal e não passou pelo Ministério da Justiça

Em uma vitória da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Ministério da Justi…