Home Portal Notícias Comissão de Orçamento aprova relatório preliminar da LDO para 2015

Comissão de Orçamento aprova relatório preliminar da LDO para 2015

4 min read
0

DEVANIR COMISSAO

FOTO: SALU PARENTE/PT NA CÂMARA

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta quarta-feira (12) o relatório preliminar do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO – 2015).  Os deputados e senadores terão, agora, prazo até a próxima quinta-feira (20) para apresentarem as emendas ao texto. O presidente do colegiado, deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), explicou que é nesta etapa que deverá ficar consignado na LDO as emendas parlamentares individuais impositivas para o próximo ano. 

Devanir esclareceu que tramita na Casa uma proposta de emenda à Constituição ( PEC 358/13) que trata da imposição da execução das emendas parlamentares individuais. “A inclusão deste dispositivo na LDO é só uma prevenção para o caso da PEC não ser aprovada antes da conclusão da apreciação da LDO para 2015”, frisou.

São nestas emendas também que os parlamentares vão destacar os projetos e ações prioritárias para o próximo ano, assegurando assim a possibilidade para que estes projetos recebam recursos no Orçamento-geral da União, também em apreciação na CMO.

O senador Vital do Rego já anunciou que apresentará o seu parecer final para votação na quarta-feira (26).

Fies – A Comissão de Orçamento (CMO) aprovou também a medida provisória (MP 655/14), que libera créditos extraordinários de R$ 5,4 bilhões para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), ligado ao Ministério da Educação (MEC) e que financia a graduação em faculdades particulares. Podem ter acesso ao financiamento – que varia de 50% a 100% do valor da mensalidade – alunos com renda familiar bruta de até 20 salários mínimos.

Instituto Aerus – Os parlamentares aprovaram ainda o PLN 31, que reserva R$ 248,2 milhões ao Ministério da Previdência Social para cumprir sentença judicial favorável aos aposentados e pensionistas do Instituto Aerus de Seguridade Social, dos ex-funcionários das companhias aéreas Varig, Cruzeiro e Transbrasil. Em setembro, o Tribunal Regional da 1ª Região, proferiu sentença favorável ao Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) e à Associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas da Transbrasil. Mesmo com a União tendo recorrido da decisão, ela e o Aerus ficam obrigados a manter os pagamentos de complementação de aposentadorias, pensões e auxílios-doença a todos os participantes  sob pena de multa por atraso.

Por acordo, foi aprovado também o PLN 9/14, que abre crédito suplementar de R$ 41,4 milhões em favor das Justiças Federal, Eleitoral e do Trabalho e do Ministério Público da União.

Vânia Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Milhões de trabalhadores devem ir às ruas em defesa do serviço público de qualidade

Diante dos ataques que Jair Bolsonaro e seu ministro da Economia, o banqueiro Paulo Guedes…