Home Portal Notícias Eleições: Petistas condenam preconceito contra nordestinos

Eleições: Petistas condenam preconceito contra nordestinos

6 min read
0

jpaulolima-josias-luizcouto-fferro-amauri

Vários deputados do PT repudiaram nesta terça-feira (28) as manifestações preconceituosas contra a região Nordeste e o povo nordestino, que repercutiram principalmente nas redes sociais após a vitória da presidenta Dilma Rousseff no último domingo (26).  Segundo os parlamentares, a vitória estrondosa obtida pela presidenta na região é fruto do reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pelo governo federal nos últimos doze anos no Nordeste.  

Em vários estados, a presidenta Dilma foi reeleita com votação superior aos 70% dos votos válidos. Esses foram os casos do Maranhão (78,76%), Piauí (78,30%), Ceará (76,75%), Pernambuco (70,20%) e Bahia (70,16%). Nos demais estados da região a votação também foi expressiva, sempre superior aos 60%. Assim ocorreu no Rio Grande do Norte (69,96%), Sergipe (67,01%), Paraíba (64,26%) e Alagoas (62,12%).

Para o deputado João Paulo Lima (PT-PE), as manifestações de preconceito são mais fortes pelo descontentamento de setores elitistas de outras regiões em relação ao desenvolvimento do Nordeste. “Eu acredito que o preconceito nem é tanto contra o apoio político dado à presidenta Dilma, mas sim um descontentamento de parte da elite do Sul e Sudeste que não aceita o progresso experimentado pela região Nordeste nos últimos doze anos”, avaliou.

O deputado Josias Gomes (PT-BA) também atribui à desinformação o preconceito que surgiu após a eleição. “Parte da elite do Sul e Sudeste não reconhece os avanços obtidos pela região nos governos de Lula e Dilma. A Bahia é um forte exemplo desse desenvolvimento. Em 500 anos de história o estado teve apenas uma universidade. Agora, com apenas doze anos de PT no governo federal já temos seis universidades”, destacou.

Outros parlamentares também se manifestaram em plenário contra as manifestações de preconceito. Ao lamentar o fato o deputado Luiz Couto (PT-PB) lembrou que o povo nordestino ajudou inclusive a construir a riqueza de outras regiões do País. “São Paulo foi construída à base da força do trabalho do nordestino”, lembrou.

“É curioso que quando Fernando Henrique Cardoso ganhou as eleições lá no Nordeste, esses tucanos de São Paulo e outros que o exaltavam, não criticavam porque ganharam com maioria expressiva lá. Dessa vez, quando o povo acorda e derrota as oligarquias tradicionais, é tratado como se fosse um voto menor”, criticou o deputado Fernando Ferro (PT-PE).

Denúncia O deputado Amauri Teixeira (PT-BA) denunciou no plenário um caso típico de preconceito contra o povo nordestino. Ele citou uma declaração preconceituosa de um comissário de bordo da TAM que, por conta do grande número de votos obtidos por Dilma na região, classificou os nordestinos de “de mal-educados, sujos, burros e desinformados”.

“Eu fiz uma representação para a TAM, pedindo providências em relação ao seu funcionário. Fiz uma representação nesta Casa, para que ela também tome providências. Representei perante o Ministério Público Federal e tomei uma atitude, na condição de nordestino, parlamentar e cidadão: Não viajo mais na TAM enquanto ela não tomar providências em relação ao seu funcionário!”, destacou.

As denúncias de preconceito podem ser feitas no site do Ministério Público Federal.  

Héber Carvalho

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bancada do PT cobra do Ministério da Defesa explicações sobre simulação de guerra na Amazônia

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Enio Verri (PR), em requerimento ao Ministéri…