Home Portal Notícias Indústria voltou a crescer em julho; petistas destacam dinamismo do setor produtivo

Indústria voltou a crescer em julho; petistas destacam dinamismo do setor produtivo

6 min read
0

indsturia04092014

A atividade industrial se recuperou em julho registrando aumento de 2,6% em comparação ao mês anterior, segundo informou nesta quinta-feira (4) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) avançou 0,6 ponto percentual, registrando no mês 81% ante os 80,4% registrados em junho, na comparação dessazonalizada – ou seja, excluídos os dados temporais.

Trata-se da maior alta das horas trabalhadas na produção neste ano. Em junho, a atividade industrial havia recuado 4,2%. “Deve-se atribuir parte do crescimento desses indicadores ao menor número de dias úteis afetados pela Copa do Mundo em julho na comparação com junho”, avaliou a CNI.

As horas trabalhadas na produção industrial subiram 2,6% em comparação a junho e o faturamento real cresceu 1,2% no mesmo tipo de comparação.

O deputado Afonso Florence (PT-BA), da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, avaliou que a indústria brasileira tem respondido aos estímulos do governo Dilma. “O dinamismo do setor vem das medidas adotadas constantemente pelo governo para evitar que os reflexos da crise financeira internacional contaminem a nossa economia”, afirmou.

Para Florence, há um conjunto de indicadores positivos que tem sustentado o desenvolvimento do País. Ele citou o controle da inflação; a deflação de alguns gêneros alimentícios; a manutenção no nível de emprego, a estabilidade da balança comercial, o aumento do salário mínimo e o ganho real para a maioria das categorias de trabalhadores. “Isso gera consumo e consequentemente impulsiona a indústria e o comércio nacional”, frisou.

O deputado Ronaldo Zulke (PT-RS), também integrante da Comissão de Desenvolvimento Econômico, reforçou a importância das medidas adotadas sistematicamente pelo governo Dilma para estimular o setor produtivo brasileiro. “Sempre atenta os impactos nefastos da crise internacional, a equipe econômica do governo implementou politicas gradativas e sistemáticas que ajudaram a manter o dinamismo do setor industrial. “, afirmou.

Números – O faturamento da indústria também aumentou 1,2% em julho deste ano e 1,7% na parcial dos sete primeiros meses de 2014.

De acordo com números da Confederação Nacional da Indústria, a massa salarial do setor registrou retração de 0,2% em julho deste ano, mas teve aumento de 3,2% no acumulado dos sete primeiros meses deste ano.

IBGE – Também nesta semana, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os números da Pesquisa Industrial Mensal que mostra que a produção industrial brasileira cresceu 0,7% na passagem de junho para julho. Este foi o melhor resultado desde janeiro deste ano, quando a atividade havia aumentado 2,5% na comparação com o mês imediatamente anterior.

O avanço de junho para julho foi motivado por altas nos bens de consumo duráveis (20,3%) – máquinas e equipamentos usados no setor produtivo (16,7%) – e bens de consumo semi e não duráveis (0,7%).

Vinte dos 24 setores da indústria pesquisados tiveram crescimento na produção. Os principais impactos positivos vieram dos equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (44,1%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (8,5%).

Outros setores que tiveram contribuição importante para o crescimento da produção industrial foram outros equipamentos de transporte (31,3%), máquinas e equipamentos (7%), máquinas e materiais elétricos (13,1%), outros produtos químicos (2,4%), além de vestuário e acessórios (8,6%).

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…