Home Portal Notícias Erika pede revogação de norma que prejudica atuação de papiloscopistas

Erika pede revogação de norma que prejudica atuação de papiloscopistas

5 min read
0
erika-24-02-14
 
Após uma reunião com os peritos papiloscopistas do Distrito Federal, a deputada Erika Kokay (PT-DF) reivindicou, no plenário da Câmara, o reconhecimento dos profissionais como peritos. Em seu discurso, a deputada fez também um pedido para que a direção da Polícia Civil do Distrito Federal reveja decisão recente que teria sido tomada com “viés de retaliação”, prejudicando o trabalho dos papiloscpistas. 
 
A medida teria sido motivada pela recusa dos peritos em participar de sessão solene para comemorar o Dia do Perito Papiloscopista, promovida pela Câmara Legislativa do DF. Eles justificaram que não havia nada a comemorar, contrariando a direção da Polícia Civil. Como uma espécie de resposta, a direção estabeleceu que os papiloscopistas não têm mais a atribuição de colher provas e levá-las para ajudar a desvendar autoria de crimes no Distrito Federal. 
 
“Essa medida submeteu o trabalho dos peritos papiloscopistas aos peritos criminais, o que significa criar uma lógica que atrasa o processo de investigação, que atrasa o desvendamento de crimes e que, portanto, prejudica o conjunto da população,” criticou a deputada.
Erika Kokay fez  um apelo para que o chefe da Polícia Civil do Distrito Federal reveja essa instrução normativa. “A medida vem com o cheiro de retaliação, simplesmente porque os peritos papiloscopistas exerceram o seu direito à livre manifestação e se recusaram a participar de uma sessão solene.”
 
Anteriormente um projeto nesse sentido foi aprovado pela Câmara dos Deputados e vetado pela Presidência da República, sob o argumento de que havia vício de iniciativa. “Se é a iniciativa que está sendo questionada, que o governo federal remeta a esta Casa um projeto para que os papiloscopistas sejam considerados peritos”, solicitou Erika Kokay. 
 
Visita – O deputado Paulão (PT-AL), que acompanhou e defendeu a viabilização de projeto de lei que reconhece os papiloscopistas como peritos oficiais no ano de 2013, e a deputada Erika fizeram uma visita ao Instituto de Identificação do Distrito Federal. Segundo a deputada, não há dúvida “da importância do trabalho desses profissionais para romper o manto da impunidade, para que se possa assegurar a autoria dos crimes, a fim de que as pessoas sejam devidamente punidas”.
 
A deputada cita que de 90% a 95% dos crimes que são desvendados no DF, quanto à autoria, só é possível em função do trabalho de perícia. “Por isso, a importância de que nós tenhamos essa condição de perito assegurada em lei,” defendeu.
 
Késia Paos, estagiária de jornalismo, Equipe PT na Câmara
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Líder do PT denuncia política econômica genocida e defende impeachment de Bolsonaro

O líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), qualificou hoje (9) como “genocida” a política e…