Home Portal Notícias Petista defende reforma política e ampliação de representação feminina no Congresso

Petista defende reforma política e ampliação de representação feminina no Congresso

3 min read
0
luismacedo
 
A deputada Erika Kokay (PT-DF)  defendeu, na tribuna da Câmara, nesta segunda-feira (5), a importância da aprovação de uma ampla e profunda reforma política no País. De acordo com a parlamentar petista, as manifestações de rua realizadas recentemente no País apontam para esse caminho. “A agenda apontada nas ruas exige que esta Casa dê respostas concretas à necessidade de uma verdadeira reforma política”. 
 
De acordo com a parlamentar petista, a reforma trará “ares” da democracia ao Parlamento, aproximando-a “da noção e da condição de representante do povo brasileiro. Isso pressupõe que nós não tenhamos mais o financiamento privado das campanhas políticas”. 
Erika Kokay disse que o financiamento privado de campanha, a cada eleição, atinge e macula os recursos públicos, pois, em sua avaliação, os eleitos a partir de interesses econômicos  geralmente tornam-se reféns dos grandes grupos que financiam campanhas.   “Não podemos mais ter um Parlamento que seja a união de representantes de interesses ou de grupos econômicos que financiam campanhas para terem sob sua propriedade os mandatos parlamentares”, disse. 
 
Representação feminina – No mesmo discurso,  a deputada fez questão de lembrar o desiquilíbrio da representação feminina no Congresso Nacional.  Segundo Erika, a população brasileira é composta por mais de 50% de mulheres, mas  elas ocupam apenas 8,7% das vagas no Congresso. “Esse índice nos indica a condição absolutamente vergonhosa de sermos o antepenúltimo país das Américas no ranking de representação feminina parlamentar”, reclamou. 
 
Benildes Rodrigues 
Foto: Luis Macedo/Agência Câmara
Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara aprova R$ 1,9 bi para produção de vacina contra Covid-19; PT defende imunização geral da população

Com o voto favorável da Bancada do PT, a Câmara aprovou nesta quarta-feira (2) a medida pr…