Home Portal Notícias Petistas elogiam decisão do governo de perdoar ou renegociar dívida de países africanos

Petistas elogiam decisão do governo de perdoar ou renegociar dívida de países africanos

4 min read
0

africa-map

A presidenta Dilma Rousseff anunciou no sábado (25), em Adis Abeba, na Etiópia, durante entrevista coletiva, o perdão ou renegociação da dívida que 12 países africanos têm com o Brasil. O total da dívida perdoada ou renegociada é de quase US$ 900 milhões e beneficiará os seguintes países: República do Congo, Costa do Marfim, Tanzânia, Gabão, Senegal, República da Guiné, Mauritânia, Zâmbia, São Tomé e Príncipe, República Democrática do Congo, Sudão e Guiné Bissau.

“São nove países que nós já concluímos. Nós já negociamos com eles, já foi aprovado pela Fazenda e nós encaminhamos para o Senado. Faltam três, ainda não se completou a negociação. O sentido dessa negociação é o seguinte: se eu não conseguir estabelecer negociação, eu não consigo ter relações com eles, tanto do ponto de vista de investimento, de financiar empresas brasileiras nos países africanos e também relações comerciais que envolvam maior valor agregado. Então o sentido é uma mão dupla: beneficia o país africano e beneficia o Brasil”, afirmou a presidenta.

Na Câmara, a deputada Benedita da Silva (PT-BA) ressaltou o “exemplo para o mundo” dado pelo Brasil. “Esse é um grande presente para a África, é uma demonstração de que temos os países africanos como parceiros. E esse gesto é um grande gesto e esperamos que outros países também cooperem com a África”, disse a parlamentar, logo após sessão solene de homenagem ao Dia da África, celebrado internacionalmente a 25 de maio.

Já o deputado Amauri Teixeira (PT-BA) lembrou que a redução das dívidas dos países pode contribuir com o seu desenvolvimento. “Integração se faz melhor entre iguais. Temos interesse em propiciar o desenvolvimento dos países africanos e a dívida externa de países pobres tem sido um empecilho no seu desenvolvimento, inclusive o Brasil sofreu bastante com isso antes do governo do ex-presidente Lula. Portanto, a decisão da presidenta Dilma está corretíssima”, afirmou Teixeira.

Rogério Tomaz Jr. com Blog do Planalto

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

CUT convoca ato no dia 30, em Brasília, por soberania, direitos e empregos

No primeiro ato depois da eleição da nova direção Nacional da CUT, no próximo dia 30, em B…